Dominante, Atlético Mineiro goleia CSA e se mantém na vice-liderança do Brasileiro

Dominante, Atlético Mineiro goleia CSA e se mantém na vice-liderança do Brasileiro

Após classificação suada no meio de semana pela Sul-Americana, o Atlético Mineiro recebeu o CSA, na Arena Independência, e, após grande atuação e dois gols em cada tempo, goleou, por 4 a 0.  Com a vitória, o Galo chega a 14 pontos e mantém a vice-liderança do Campeonato Brasileiro. Já a equipe alagoana acumula mais um revés no certame e figura na décima sétima posição, abrindo a zona da degola, com seis.

Goleada mineira A pressão foi mineira nos primeiros minutos de bola em jogo na Arena Independência. Logo no primeiro minuto, Patric recebeu passe na área e tentou toque na saída de Jordi, que fez a defesa. Aos 11, Chará quase marcou um golaço no Horto. O atacante colombiano fez linda jogada individual, passou por toda defesa alagoana e bateu firme e acertou, caprichosamente a trave. Quase o primeiro.

A blitz do Galo não demorou a ser premiada com gol. Cazares deu passe para Alerrandro na área, que foi derrubado por Gerson. Pênalti marcado. Na cobrança, Fábio Santos bateu firme, a bola ainda tocou em Jordi, mas entrou. Alvinegro na frente. Mesmo na frente, os atleticanos mantiveram o ritmo intenso.

E na bola parada, novamente, o Atlético chegou às redes. Aos 22, Chará foi derrubado por Apodi na entrada da área. Cazares foi para a bola e, com extrema categoria, botou a redonda no ângulo. O time da casa teve a chance de marcar o terceiro em chute cruzado de Luan, mas Jordi, com a ponta dos dedos, evitou o pior para o Azulão.

A resposta do time de Alagoas veio pouco depois. Patrick Fabiano recebeu na área e cabeceou por cima. Chará fecha a conta Na segunda etapa ,apesar da confortável vantagem, o Galo voltou querendo mais. Tanto que, logo aos quatro, Fábio Santos roubou bola e começou rápido contra-ataque. O lateral deixou com Cazares, que descolou lançamento para Chará.

O colombiano tabelou com Luan, passou por Carlinhos e anotou o terceiro tento alvinegro. A facilidade era tanta que, mesmo sem forçar, o Atlético chegava com perigo. Chará, Cazares e Alerrandro tiveram oportunidades claras para marcar o quarto, mas desperdiçaram. Com o passar do tempo e o resultado praticamente garantido, o técnico Rodrigo Santana começou a mexer em sua equipe.

Chará e Luan deixaram o campo para as entradas de Geuvânio e Vinícius. As alterações não modificaram o ímpeto alvinegro. Aos 30, Patric fez boa jogada pela direita e passou para Alerrandro. O atacante só teve o trabalho de ajeitar para Adilson chegar batendo e decretar a go

O Gol