Dunga não vê ‘Neymardependência’ na seleção

neymar dependenciaDouglas Costa recebeu belo passe de Neymar para marcar o gol da vitória do Brasil sobre o Peru

TEMUCO, Chile – Embora Neymar tenha feito o primeiro gol e construído toda a jogada do segundo, marcado por Douglas Costa, além de ter participado de quase todos os lances de perigo do Brasil na difícil vitória sobre o Peru, por 2 a 1, o técnico Dunga não concorda com quem vê a seleção muito dependente do seu camisa 10. Na entrevista coletiva após o jogo deste domingo, ele destacou outros jogadores que, na sua visão, também tiveram atuações importantes na partida.

– O Neymar, sem dúvida, é decisivo, mas o Daniel Alves também foi decisivo, Miranda foi decisivo em alguns momentos, o Douglas Costa, que fez o gol, também. Todos falam que o Neymar foi decisivo porque deu o passe para o Douglas Costa, mas o Daniel também deu o passe para Neymar marcar, então ele também foi decisivo – observou o treinador da seleção.

O próprio Neymar procurou diminuir a importância da sua atuação, mesmo quando comentou o lance do segundo gol, quando descobriu Douglas Costa livre na área para garantir a vitória.

– O passe só fica perfeito, quando meu companheiro faz o gol, então o mérito é dos dois – disse o craque.

O Brasil volta a jogar quarta-feira, contra a Colômbia, em Santiago, pela segunda rodada do grupo C, mas Dunga evitou falar sobre possíveis alterações na equipe.

– É muito cedo ainda para pensar em mudança. É importante ter um coletivo forte, às vezes o time não está se acertando, e você tem a opção de colocar esses jogadores, que podem fazer a diferença. Todos são importantes, e em algum momento vão ser decisivos. O jogador tem que estar preparado, principalmente nessa Copa América, em que vamos ter de usar muito as trocas, porque é final de temporada, com os jogadores desgastados.

O treinador brasileiro elogiou a atuação da seleção peruana, e disse que faltou ao Brasil cadenciar o jogo nos momentos mais difíceis do confronto.

– No segundo tempo, a gente estava tendo muita bola perdida, acelerando o jogo sem necessidade. Botei o Douglas (Costa) para segurar a bola no meio, e ter velocidade no ataque. Quando conseguimos equiparar a situação, colocamos o Éverton (Ribeiro) e o (Roberto) Firmino, para tentar definir o jogo. A forma como o Peru jogou aumentou muito a dificuldade da seleção brasileira. Mas o Peru, depois de fazer o gol, só deu mais um chute, e no segundo tempo nosso goleiro, Jefferson, não tocou na bola.

  • Neymar cabeceia forte para superar o goleiro peruano e marcar o primeiro gol do Brasil na Copa…Foto: RICARDO MORAES / REUTERS

  • Torcedora leva bandeira chilena com apoio a NeymarFoto: RICARDO MORAES / REUT

  • Torcedora peruana chamou a atenção no estádio em Temuco

  • Douglas Costa recebeu belo passe de Neymar para marcar o gol da vitória do Brasil sobre o Peru

    O Globo