Dúvida sobre uso de porta do meio em ônibus cria confusão; Semob e STTP esclarecem

porta ônibusMuitas pessoas acham que a utilização da porta do meio do ônibus é exclusivamente para portadores de deficiência. Porém, segundo a Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de João Pessoa (Semob) e a Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos (STTP), em Campina Grande, esse acesso também pode ser utilizado como meio de desembarque por qualquer passageiro e para a entrada de gestantes e idosos, quando solicitado. As dúvidas são muitas e chegam a provocar bate-boca entre usuários e operadores.

Sayonara Nery, estudante de Letras, já presenciou diversas vezes a inadimplência de alguns motoristas que se negaram a abrir a porta do meio para o desembarque. “Já presenciei um motorista que se recusou a abrir a porta do meio para uma senhora grávida e ela estava com um barrigão enorme. Inviável ir até a última porta em um ônibus lotado. Eu e outras pessoas falamos e reivindicamos um direito que era dela mas ele (motorista) nos ignorou. A gestante teve que passar por todas as pessoas, num aperto, até chegar à última porta e desembarcar.”

A estudante de Jornalismo Bianca Patrícia também presenciou várias cenas de motoristas que se negaram a abrir a porta, quando solicitado. “Já presenciei alguns motoristas se negarem a abrir a porta do meio para idosos descerem. Principalmente quando se trata de idosos; as pessoas gritam até o motorista abrir a porta. A grande maioria faz isso. No meu caso não vejo problema. Já que não tenho tanta dificuldade para me locomover até a porta traseira”, comentou.

O estudante de Psicologia Leonardo Farias, de 23 anos, disse ao Portal Correio que discutiu com um motorista uma vez porque ele se negou a abrir a porta para uma idosa que solicitava a entrada na porta do meio. “Ele foi extremamente grosso, se fez de desentendido e abriu a porta traseira para que a senhora se deslocasse até lá para entrar. Um absurdo! Todos os passageiros reclamaram, inclusive eu. Quando peguei o ônibus novamente, no mesmo dia, no percurso de volta, coincidentemente voltei com esse motorista e ele já estava abrindo a porta do meio sem restrições. Ou ele foi avisado sobre a situação pelo cobrador ou se tocou da idiotice que cometeu”, falou o jovem.

Para Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de João Pessoa (Semob), a porta do meio do ônibus é o único acesso para cadeirantes por conter o elevador. Além disso, é uma maneira de agilizar o desembarque, que é quando ela pode ser utilizada para os demais passageiros. Se algum motorista se negar a abrir a porta para o desembarque, ou pessoas que precisarem dela para o embarque, podem reclamar junto a Semob. Se o motorista se negar a parar para qualquer pessoa que seja, também pode ser feita a denúncia para que o órgão responsável tome as medidas cabíveis. O telefone para denúncias e reclamações, na Capital, é 0800 281 1518

A Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos em Campina Grande (STTP) afirma que motoristas que se negam a abrir a porta do meio para o desembarque dos passageiros devem ser punidos. Através de uma denúncia, a STTP investiga o fato e adverte o motorista. Caso aconteça várias vezes, corre o risco do profissional ser demitido. O telefone para denúncias e reclamações em Campina Grande é o 3341 1278.

Em grandes capitais onde circulam ônibus com mais de duas portas, como Recife (PE) e Salvador (BA), por exemplo, não há restrições para que o acesso do meio seja aberto e motoristas a utilizam normalmente em qualquer parada, principalmente quando os veículos estão lotados.

Portal Correio