Dybala entra no lugar de CR7, garante vitória sobre Milan e Juve volta a liderar

O Milan foi perigoso o clássico todo, mas foi Dybala, que entrou no lugar de Cristiano Ronaldo, que conseguiu resolver para dar a vitória para a Juventus, em Turim, por 1 a 0.  Com os três pontos, os Bianconeri voltam a deixar a Internazionale para trás e recuperam a liderança da Serie A.

Os Rossoneri seguem longe das primeiras posições.  Milan perigoso A Juventus tentou começar o clássico pressionando, como esperava seu torcedor. A primeira chance de gol foi de Gonzalo Higuaín, que recebeu de Cristiano Ronaldo e bateu cruzado, mas Donnarumma fez grande defesa.

Apesar do lance, o Milan não abaixou a cabeça e, ao longo da primeira etapa, deu muito trabalho para o goleiro Szczesny. Lucas Paquetá quase abriu o placar em cabeçada, mas o polonês defendeu muito bem.  O goleiro dos Bianconeri trabalhou também em chute de longe de Theo Hernández e chute cruzado de Piatek. Os Rossonero mostravam coragem em Turim.

Dybala acha o gol Nos primeiros minutos do segundo tempo, Sarri, como fez pela Liga dos Campeões no meio de semana, tirou Cristiano Ronaldo para colocar Dybala. O português foi direto para o vestiário.  Pouco depois disso, Szczesny voltou a trabalhar. Paquetá deu um bom lançamento para Piatek, que soltou a bomba e Szczesny evitou o gol com grande defesa.

No momento em que os visitantes eram melhor em campo, Dybala achou o gol da Velha Senhora. O argentino deixou Romagnoli pelo caminho e tirou de Donnarumma para colocar a Juve na frente.

O Milan seguiu tentando, mas não conseguiu vencer Szczesny. O polonês ainda fez algumas boas defesas para segurar a vitória, que dá a liderança de volta para os Bianconeri.

O Gol