Eduardo Cunha contabiliza vitória de seu candidato a líder do PMDB na Câmara

cunha conta vitóriaAtual líder, Picciani (à esquerda) tem Cunha (no centro) como opositor. Presidente da Câmara tenta viabilizar candidatura de Hugo Motta (à direita)

Articulador de candidaturas contrárias à do deputado federal Leonardo Picciani (RJ), atual líder da bancada do PMDB na Câmara, o presidente da Casa, Eduardo Cunha (RJ), contabiliza que o deputado Hugo Motta (PB) já teria 32 dos 67 votos do partido. A informação é da coluna Painel, da “Folha de S.Paulo” desta segunda-feira (25).

Ainda de acordo com aliados do presidente da Câmara, a avaliação é que há ainda 12 peemedebistas indecisos que decidirão a disputa entre Motta e Picciani.

 

Nas últimas semanas, Cunha vem tentando lançar novos deputados à liderança do partido para tirar a força de Leonardo Picciani. Foi assim com o deputado mineiro Leonardo Quintão, que chegou a dividir a bancada mineira, mas acabou desistindo da disputa para apoiar Picciani. Agora, o presidente da Câmara investe no nome de Hugo Motta para derrotar Picciani.

A expectativa é que se Motta perder força até meados de fevereiro, quando a bancada escolherá seu líder, Cunha lance mais um ou dois candidatos para tirar votos de Picciani.

O atual líder, no entanto, minimiza as contas de aliados de Eduardo Cunha, tratando-as como “blefe total”. Ele garante que tem mais de 40 votos. “Eles acham que só eles se movimentam”, disse Picciani à coluna.

Jornal do Brasil