'Em família': Cadu diz a Clara que não quer que ela se relacione com Marina. 'Não me faça ter pena de você', diz ao marido - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

‘Em família’: Cadu diz a Clara que não quer que ela se relacione com Marina. ‘Não me faça ter pena de você’, diz ao marido

Clara e caduA relação de Clara (Giovanna Antonelli) e de Cadu (Reynaldo Gianecchini) vai sofrer um abalo enorme. Nos próximos capítulos de “Em família”, o rapaz fica tão irado com a proximidade entre a mulher e Marina (Tainá Müller) que vai até dizer que não quer que elas se relacionem mais. A confusão acontece quando a fotógrafa oferece carona a Clara: Marina vai ao dermatologista perto da escola de Ivan (Vitor Figueiredo), onde vai ter uma reunião. Só que como o trânsito está bom, elas chegam cedo ao Leblon e Marina diz que prefere ir para a escola com a amiga do que ficar sentada na sala de espera de sua médica. “Posso encarar um lanche na cantina! Como alguma coisa e aproveito pra responder uns e-mails do celular”, diz Marina.

Cadu decide fazer uma surpresa para Clara e aparece na escola no fim da reunião. Ao ver Marina ali, ele se irrita muito. “Que é que está acontecendo? O que ela está fazendo aqui? Só estou vendo pais e mães! A mãe do Ivan é você. E ela? Agora ela é que é o ‘pai’ do meu filho?”, pergunta Cadu. A cena seguinte já mostra a discussão quente do casal. Abre no calor de uma discussão forte entre os dois. “Você foi grosseiro em se comportar do que jeito que se comportou! Quem você pensa que é?”, pergunta Clara. “Sou seu marido. Tenho o direito de saber o que está acontecendo!”, responde Cadu. A assistente de Marina se irrita e o chef fala que não vai deixar que ela o faça de idiota. “Hoje você foi um idiota por conta própria. Homem nenhum se comporta daquela maneira. Só moleque e cafajeste!”.

Cadu se revolta e fala que queria ter alguém que saísse em sua defesa com a fúria com que ela defende a Marina, mas se refere a ela como “essa moça” e deixa Clara irada. “Ela não é ‘essa moça’ não. Ela em nome. Marina. Minha amiga, minha melhor amiga, minha única amiga. Não é o que você está pensando não. Ou se quer que eu seja mais direta: ainda não é. Pode vi a ser! Mas esteja certo de uma coisa: se acontecer, você vai ser o primeiro a saber. Isso se ainda estivermos vivendo juntos!”, diz Clara. Cadu pergunta se ela está acabando com o casamento deles.

Nervosa, Clara se abre com o marido: “Ainda não, mas acabo se for necessário à minha felicidade. O que é que você pensa? Que eu me casei pra usar aliança na mão esquerda? Pra que me chamem de senhora? Pra ser respeitada nas reuniões de condomínio? Acorda, cara! Eu me casei pra ser feliz! Foi com você porque te amei, mas podia ser com qualquer um”. Cadu é irônico: “Esse discurso parece muito preparado! Devia estar louca pra poder usar!”. “Estava preparado, sim, porque tudo que diz respeito à minha felicidade, eu penso, amadureço e saio em defesa dela em qualquer oportunidade. Não gosto, não quero e não aceito ser infeliz!”, grita ela.

Cadu, então, é direto: “Eu não quero você se relacionando com essa mulher!”. Clara também não deixa por menos e humilha o marido: “Não me faça ter pena de você”. Cadu fala que está doente, mas não morto e Clara diz que não admite ser chantageada por causa do problema de saúde dele. “Estou aqui, sempre estive, pra te ajudar! Mas não estou – por causa disso – desistindo de mim mesma! Nunca! Quem segura as rédeas da minha vida sou eu! Não passo esse comando a ninguém”, diz ela, firme. “Cansei. Se não gosta do jeito que eu sou, faça alguma coisa”, fala Cadu. Clara afirma que gosta dele, mas que não gosta do jeito que ele ficou. Cadu provoca: “Quem sabe você esteja preferindo a companhia dessa moça do que a minha companhia e a companhia do nosso filho?”.

Clara fica exaltada e responde com raiva. “Não ponha o Ivan no meio dessa história. Ele jamais será atingido por qualquer passo que eu dê para ser feliz. Posso ser ex-mulher, isso não me assusta. Mas ex-mãe nunca. Não existe ex-mãe”, diz. Cadi percebe que foi longe demais e que Clara não vai deixar barato. Ela pega a bolsa e vai saindo. “Onde é que você vai?”, pergunta. “Não te interessa”, responde ela, que sai. Nervoso, Cadu soca a parede com raiva.

 

Extra Online