'Em família': Helena dá piti em jantar com Luiza e Laerte - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

‘Em família’: Helena dá piti em jantar com Luiza e Laerte

famimlia famaHelena dá piti em jantar com Luiza e Laerte Foto: João Miguel Junior /Rede Globo/Divulgação

Helena (Julia Lemmertz) não engole a relação entre Luiza (Bruna Marquezine) e Laerte (Gabriel Braga Nunes), mas aceitará dar um jantar para o casal nos próximos capítulos de “Em família”. Ela e Virgílio (Humberto Martins) aceitarão abrir a casa para receber os dois, mas a leiloeira estragará tudo. Antes mesmo dos pombinho chegarem, ela alertará o marido. “Pelo amor de Deus, sem brinde, sem levantar taças, sem parecer que estamos felizes com o que está acontecendo. Porque eu, pelo menos, não estou”, pede ela, que vai para a suíte logo depois, deixando bem clara sua má vontade com a situação.

‘Em família’: Luiza e Laerte brigam feio por causa de Shirley

Luiza entra em seguida, e fala com o pai toda animada. Já com Laerte, a acolhida é bem diferente. O escultor não parte para cima do rival, mas também não faz questão de ser só sorrisos com ele. O flautista chega a agradecer Virgílio por ele ter aceitado a visita, mas o marido de Helena logo responde: “Nunca deixarei de receber a minha filha. Assim como qualquer pessoa que venha com ela”. Tentando se aproximar do ex-amigo, o músico elogia uma de suas esculturas e o surpreende com um convite: “Aproveito a oportunidade para perguntar se você não estaria a fim de dar uma aula prática de artesanato lá no nosso galpão? Tenho certeza que muita gente vai se interessar”. Mas o pai de Luiza afasta a possibilidade: “Não, obrigado. Existem coisas que a gente sabe fazer, mas não sabe ensinar como se faz. É o meu caso com o artesanato”.

‘Em família’: Laerte pede a mão de Luiza a Virgílio: ‘Você não tem que ter nossa aprovação’

Enquanto os dois tomam uísque na sala, Luiza vai procurar Helena no quarto e a leiloeira afirma que já vai para sala, está ali apenas para se “dar um tempo”. A jovem observa ao redor e repara que a mãe mudou algumas coisas de lugar. As duas passam a falar sobre lembranças. “Às vezes, eu acho que viver é guardar coisas. Boas e ruins. Bonitas e feias”, fala Helena. Luiza, que até então a estava observando, solta: “Estou achando você tão triste, mãe, que tenho vontade de chorar”. E Helena não gosta do lamento da filha: “Não faça isso. Não estou triste. Mas também não estou alegre. Apenas… caí na real, como se costuma dizer. Mais nada. Eu lhe peço que não fique me examinando, me julgando, tentando adivinhar o que está acontecendo comigo. Já estive pior. Melhorei bastante”.

‘Em família’: Bruna Marquezine, Julia Lemmertz e Gabriel Braga Nunes se divertem em gravação

A leiloeira diz que precisa ir à sala para resolver logo o assunto mas antes Luiza agradece pelo vestido de noiva. “Não acho que você deva usar. Mandei apenas como uma advertência. Uma última tentativa de te acordar. Mandei para que você olhe o vestido de vez em quando e se lembre da minha história e das minhas palavras, sem precisar ouvir a minha voz perguntando: não te falei? Não te disse que isso ia acontecer?”, conta Helena. “Não me vê sendo feliz um único dia, mãe? Pra você eu não tenho a menos chance de me dar bem? Em nenhum momento passa pela sua cabeça que pode estar errada? Que mães também erram? Que eu não tenho obrigatoriamente que seguir o mesmo caminho que você seguiu? Nem de ter o mesmo destino que o seu? Ou você, no fundo do seu coração, deseja que eu seja mesmo infeliz para que você diga: eu sabia! Eu falei!”, quer saber Luiza. E Helena se declara: “Não sou capaz de desejar mal a você pelo muito que te amo. Apesar de tudo”.

‘Em família’: de lingerie, Helena seduz Virgílio: ‘Estou carente, querendo ser amada’

Luiza não se mostra arredia. Ao contrário, num tom conciliador, ela se aproxima da mãe: “Mãe: papai saiu de casa, pensei que nem voltaria, mas voltou. Vocês estão bem, se deram uma nova chance. Aproveita, mãe. Aproveita para ser feliz”. Mas Helena se mostra arredia: “Você acha mesmo que está em condições de me ensinar como ser feliz?”. Nessa hora, elas são interrompidas por Virgílio, que pede que as duas vão para a sala e não o deixem sozinho com Laerte.

‘Em família’: Laerte está às raias da loucura; ele propõe até um pacto de amor a Luiza

Se o clima já estava pesado no quarto, apenas com Luiza, Helena não consegue disfarçar quando vê Laerte em sua sala. Aliás, é ele quem começa a falar. “Sabemos que o nosso casamento não tem a aprovação de vocês”, afirma o flautista. Mas a leiloeira emenda: “Da família toda”. Mas o músico não se intimida e continua com o discurso. “Mesmo sabendo disso, achei que devia vir e participar de maneira oficial que estamos providenciando o nosso casamento. Não vim com a esperança de conseguir a aprovação, mas ficarei muito feliz se isso acontecer”, fala ele.

‘Em família’: Helena sofre ao flagrar Luiza e Laerte juntos na praia

Helena até ensaia um discurso, mas Virgílio toma a frente da situação: “Espera Helena. Deixa que eu conduza essa conversa. Acho que posso falar por nós dois”. Mais uma vez, a filha de Chica (Natália do Vale) deixa claro seu desconforto com a situação: “Acho que sim. Mas certamente usaríamos palavras e tons diferentes. Não temos a mesma tolerância”. O escultor, então, toma a frente da situação e pede que Laerte continue. O músico continua falando sobre o casamento e depois Virgílio responde: “Estão agora cumprindo uma formalidade. Veja bem: você não tem que nos pedir nada. Já falamos sobre isso. Ela, a nossa filha, que mesmo não tendo a obrigação de pedir, pois é maior de idade, tem o dever de nos consultar, de saber a nossa opinião sobre esse passo que pretende dar”. E Helena completa: “E nós temos o direito de dizer o que pensamos”.

‘Em família’: Virgílio sai de casa e diz que Helena ama Laerte: ‘Estou ocupando o lugar de outra pessoa’

Luiza, que até então estava calada, se mostra um pouco irritada: “Você parece não entender, mãe. Ou não querer entender. Nós já sabíamos que seria essa a sua opinião, mas mesmo assim viemos. E foi o Laerte que fez questão de vir. Mais do que eu”. E aí começa o embate. Helena diz que ela e Virgílio já estão informados, e ele pede que a mulher não interfira. “Mas você quer o quê? Que eu ouça calada e levante um brinde aos noivos?”, retruca Helena. E ouve de Virgílio, já chateado: “Eu quero que você ouça calada e ponto final. Dispensamos o brinde”.

‘Em família’: Virgílio se recusa a abençoar casamento de Luiza e Laerte: ‘O noivo é que eu não aprovo’

Percebendo o climão, Luiza se levanta para ir embora, e Laerte, antes de sair, manda o recado para Helena: “Você não é serena o suficiente para conduzir um assunto dessa natureza”. “Eu não sou serena o suficiente para engolir sapos e ficar quieta, sorrindo, como se estivesse engolindo um manjar dos deuses”, responde a leiloeira. Luiza se despede, mas sua mãe acha mais um motivo para fazer cena. “Eu saio, já que sou eu que estou errada”, fala ela, e volta para o quarto. Virgílio pede desculpas para a filha, que garante, antes de sair: “Não tem que me explicar nada, o que viemos fazer, já fizemos. E você nos recebeu muito bem. Obrigada”.


Extra Online