Em meio ao dilema, tucano critica indecisão do PSDB com relação a Temer: “Estão deixando de ouvir a base”

O deputado estadual Bruno Cunha Lima (PSDB) voltou a criticar a indecisão do PSDB com relação ao apoio e continuação na base do governo do presidente Michel Temer (PMDB). Bruno, que é a favor da saída do partido da base, chegou a dizer que “os meninos [políticos mais jovens] do partido é que estão sendo os homens”, fazendo alusão aos principais nomes peessedebistas.

“Primeiro: ‘não vamos sair, vamos esperar a reunião’. Na reunião: ‘vamos esperar a decisão do TSE’. O TSE deixa, Temer permanece, inocentam Michel. A própria imprensa nacional chegou a criar duas alas no partido: os cabeças e os cabeças brancas. Eu sou cabeça preta. Defendo a saída desde o primeiro momento”, afirmou Bruno Cunha Lima.

Cunha Lima fez duras críticas aos grandes nomes do partido que estão defendendo a permanência em altos cargos no atual Governo Federal e esquecendo o debate partidário. “Tem um ditado popular que diz que é na crise que se separa um homem de meninos, e nesse caso parece que os meninos do partido é que estão sendo os homens. Os ‘homens’ do partido, os cabeças brancas, que são mais experientes, que estão em cargos de ministérios, estão defendendo a permanência e estão deixando de ouvir a nossa base partidária”, disparou.

Outro ponto destacado por Bruno, é que mais do que ouvir aos partidários, o partido deve “ouvir a população, que tem dito basta”. Para o deputado o governo Temer só existia com base no apoio parlamentar, que se sustentava em reformas. “Agenda de reformas ruiu, o governo não tem mais base política para continuar com a agenda”, finalizou.

Blog do Gordinho