João Pessoa 23/03/2019

Início » Esporte » Em noite de homenagens, mas pouco inspirada, Santos perde para Novorizontino no Paulistão

Em noite de homenagens, mas pouco inspirada, Santos perde para Novorizontino no Paulistão

Com muitas homenagens, no campo e nas arquibancadas, para Coutinho, ídolo santista, que faleceu no início desta semana, o Santos entrou em campo para encarar o Grêmio Novorizontino, no Pacaembu, pelo Campeonato Paulista, e, com atuação apagada, perdeu, por 1 a 0. O gol da partida foi marcado por Murilo Henrique. Com a derrota, o Peixe permanece com 23 pontos e perde a liderança geral do certame e do Grupo A para o Red Bull Brasil, que venceu o São Bento e chegou a 24.

Já o Tigre chega aos 19 e iguala o Palmeiras, que ainda joga na rodada, no topo do Grupo B. Santos não empolga e Novorizontino aproveita Como de costume, o Santos iniciou a partida trocando passes no campo de adversário. No entanto, os comandados de Sampaoli encontraram muitas dificuldades na busca por espaços na defesa do Novorizontino, que, por sua vez, não se intimidou com a posse de bola santista e pressionou a saída de bola nos primeiros minutos, forçando alguns erros do goleiro Vanderlei.

Além da intensidade, os lances de perigo também vieram cedo. Logo aos sete, Paulinho cobrou escanteio fechado pela esquerda e quase surpreendeu o arqueiro alvinegro. Quase o primeiro gol da equipe de Novo Horizonte. A resposta veio logo em seguida. Rodrygo cruzou rasteiro para Cueva, que, com o gol aberto, finalizou, mas lá estava Matheus Sales para salvar em cima da linha. Rodrygo e Cueva voltaram a tabelar no ataque.

Desta vez, foram os pés de Vagner que salvaram os visitantes, após finalização do camisa 11 alvinegro. Depois disso, o jogo diminuiu o ritmo e os dois times passaram a encontrar problemas no setor de criação. Até que, aos 30, Felipe Marques recebeu pela esquerda, driblou Victor Ferraz e serviu Murilo Henrique, que passou pela marcação e bateu cruzado, sem chances para Vanderlei. Faltou brilho O panorama não mudou com a volta do intervalo.

O Santos seguiu com a posse de bola e trocava passes para abrir espaço na defesa adversária. Aos sete, Rodrygo deu passe para Jean Mota, que dominou, ajeitou o corpo, mas finalizou para fora. O trabalho tático do Tigre era constante. Sempre que possível, os visitantes dobravam o marcação no meio de campo e atrapalhavam a transição santista. Pituca foi outro a tentar de fora da área e mandar por cima.  Com atuação abaixo do habitual, o jeito foi Sampaoli modificar sua equipe.

Cueva e Soteldo deram lugar a Felippe Cardoso e Copete. E, pouco depois, Rodrygo deixou o campo para a entrada de Eduardo Sasha. O Peixe buscou o abafa nos últimos minutos do confronto, mas só conseguia assustar em chutes de fora. Além de não conseguir pisar na área adversária, o Santos quase levou o segundo, por duas vezes, mas Felipe Marques não acertou o alvo. No último minuto da etapa complementar, Felipe Jonatan teve a chance de empatar. O lateral subiu no segundo andar, mas acabou desperdiçando. Fim de jogo e vitória do Grêmio Novorizontino.

O Gol