Embaixada brasileira em Londres sofre protestos por política ambiental do governo Bolsonaro

Embaixada brasileira em Londres sofre protestos por política ambiental do governo Bolsonaro

Manifestação foi marcada no contexto da Marcha das Mulheres Indígenas, que acontece nesta terça-feira (13) no Brasil. Ação criticou a violência contra os povos indígenas e o desmatamento da Amazônia.

Um grupo de ativistas realizou um protesto contra a política ambiental do governo Bolsonaro na embaixada do Brasil em Londres nesta terça-feira (13).

Os manifestantes jogaram tinha vermelha sobre o prédio da embaixada e escreveram frases como “No more indigenous blood” (chega de sangue indígena) e “Stop Ecocide (pare o ecocídio) nas paredes.

Ações semelhantes ode solidariedade à Marcha das Mulheres Indígenas ocorreram em embaixadas brasileiras no Chile, Portugal, França, Suíça e Espanha.

​O desmatamento na floresta tropical do Brasil cresceu 67% nos primeiros sete meses do ano, de acordo com a agência de pesquisa espacial do Brasil. O governo, por sua vez, vem contestando os estudos, alegando que os dados não são confiáveis.

O amplo apoio do governo ao agronegócio também tem ameaçado as populações indígenas. Ao defender a regulamentação do garimpo em terras indígenas, o presidente Jair Bolsonaro já declarou que as reservas indígenas estão “inviabilizando” o negócio do Brasil, que “vive de commodities”.

Sputnik