Encontro de João Azevêdo com bancada federal tem ausência de dois deputados da base

Encontro de João Azevêdo com bancada federal tem ausência de dois deputados da base

João Azevêdo reuniu parlamentares na Granja do Governador (Foto: Walla Santos)

Quatro deputados que integram a base de apoio ao governador João Azevêdo na bancada federal paraibana participaram de reunião com o governador socialista, e dois faltaram. Os deputados ausentes foram Gervásio Maia e Frei Anastácio. A reunião aconteceu na Granja do Governador, em João Pessoa.

Participaram do encontro com o chefe do Executivo, os deputados federais Efraim Filho, Hugo Motta, Damião Feliciano e Wilson Santiago, além do senador Veneziano Vital do Rêgo.

Os deputados Gervásio e Frei Anastácio não atenderam às ligações para esclarecer as ausências.

A reunião ocorrida hoje já teve a participação dos novos secretários cujas portarias de nomeação foram publicadas no Diário Oficial do Estado desta sexta-feira, o titular da Comunicação Nonato Bandeira e o chefe de Governo Edvaldo Rosas.

De acordo com o deputado Efraim Filho, coordenador da bancada, a pretensão é distensionar a relação entre o estado da Paraíba e o governo federal, além da discussão de projetos que beneficiem o Estado. “Eu acho que a bancada pode cumprir essa missão e nos colocamos à disposição. Aquilo que for importante para a Paraíba e os paraibanos terá o nosso apoio. A bandeira que nos une é a bandeira da Paraíba”, disse Efraim Filho.

Efraim contou que entre os temas do encontro estiveram a pauta federativa, projetos legislativos e recursos de investimentos para a Paraíba. “Nessa pauta de projetos legislativos que estarão na pauta no segundo semestre, ele veio pedir o apoio da bancada para projetos como a securitização da dívida dos estados, o projeto da reforma tributária, que vai iniciar aí a sua discussão para ver nesses novas regras que não prejudiquem a posição da Paraíba, a repartição do fundo social, e na parte de investimentos a prioridade para algumas ações que a gente possa assegurar recursos para que elas tenham continuidade”, disse, citando a dragagem do Porto de Cabedelo e a barragem Acauã.

ClickPB