Enem será totalmente digital a partir de 2026, diz Inep

Enem será totalmente digital a partir de 2026, diz Inep

O presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, Alexandre Lopes, durante entrevista coletiva.

O presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, Alexandre Lopes

O presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Alexandre Lopes, anunciou nesta quarta-feira (3) que o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) será totalmente digital a partir de 2026. A transição do papel para o computador vai começar a partir de 2020 com um projeto-piloto para 50 mil candidatos de 15 capitais — o que equivale a 1% dos participantes.

“As primeira aplicações digitais serão opcionais”, informou o Ministério da Educação por meio de um comunicado. A pasta explicou que a estimativa de curso do projeto-piloto é de R$ 20 milhões.

“Os participantes poderão escolher, no ato de inscrição, pela aplicação piloto no modelo digital ou pela tradicional prova em papel”, diz o comunicado, enfatizando que, “em caso de problemas logísticos na aplicação digital, o participante poderá participar da reaplicação”.

Na primeira aplicação do piloto, as 50 mil vagas serão preenchidas por ordem de chegada dos inscritos que optarem por participar dela. Entre 2021 e 2025, o Inep vai ampliar o número de aplicações do Enem digital, ainda em formato piloto e participação opcional. Já a partir de 2026, o Enem será 100% digital.

Datas do Enem 2020 definidas

O Enem digital em formato piloto em 2020 acontecerá nos dias 11 e 18 de outubro do ano que vem. Já o Enem regular acontecerá em 1º e 8 de novembro de 2020.

As cidades que vão participar do Enem digital já no ano que vem são: Belém (PA), Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Campo Grande (MS), Cuiabá (MT), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Goiânia (GO), João Pessoa (PB), Manaus (AM), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA) e São Paulo (SP).

  • Jovem pan