João Pessoa 12/12/2018

Início » Destaque » Enquete: 83% dos internautas sonham em abrir o próprio negócio

Enquete: 83% dos internautas sonham em abrir o próprio negócio

Apesar deste resultado, investir no próprio negócio não é uma tarefa fácil, pois exige planejamento e uma boa gestão. Veja as dicas para abrir uma empresa

São Paulo SP 11 05 2018 Em apenas dois meses, a Secretaria Municipal de Trabalho e Empreendedorismo (SMTE) já capacitou 680 pessoas em oficinas de geração de renda, promovidas nos Centros de Referência de Segurança Alimentar e Nutricional (Cresan) Butantã e Vila Maria.Segundo a secretária de Trabalho e Empreendedorismo, Aline Cardoso, as oficinas são uma forma de apoiar a segurança alimentar, o desenvolvimento das pessoas e, também, a geração de renda. “Os cursos têm, pelos menos, dois objetivos. Um é a própria segurança alimentar, para que o cidadão saiba se alimentar melhor e aproveitar os alimentos, evitando o desperdício e tendo uma nutrição melhor na sua alimentação. O outro objetivo é que as pessoas possam desenvolver habilidade para gerar renda” foto Heloisa Ballarine /Secom

Há pouco tempo o sonho de muitos brasileiros era de entrar no mercado de trabalho e construir uma carreira sólida em um concurso público ou empresa privada. Hoje muitos sonham com o próprio negócio. Neste mês o Portal Correio lançou uma enquete perguntando: “Você gostaria de ser dono do seu próprio negócio?”.

O resultado mostra que 83% dos internautas gostariam de ser dono do próprio negócio. Este número representa 917 dos 1.106 votos. Apenas 17% disseram que não têm este desejo, correspondendo, assim, a 189 votos.

Apesar deste resultado, investir no próprio negócio não é uma tarefa fácil, pois exige planejamento e uma boa gestão. Segundo o último levantamento realizado pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), das 5.954 empresas constituídas em 2012, em João Pessoa, 24% não sobreviveram até o segundo ano, correspondendo, assim, a 1.411 encerradas até 2014.

Confira no gráfico os números de mortalidade em até dois anos das empresas constituídas nas principais cidade da Paraíba.

Passo a passo para abrir um negócio

Atualmente, na Paraíba, são 151.517 mil microempreendedores. Para fazer parte deste número, confira as dicas do Sebrae para abrir o seu próprio negócio.

  • Definir qual é o negócio

Busque informações no mercado e identifique que oportunidades são viáveis. A escolha da área onde se quer atuar precisa combinar com suas características pessoais e as tarefas que desenvolve com mais habilidade. O Sebrae dispõem de informações que podem ajudar na sua escolha, consulte o nosso Ideias de Negócios e veja qual oportunidade se enquadra em seu perfil.

  • Gostar do que faz

Ninguém vai para frente sem paixão pela atividade que exerce. Pesquise o mercado antes de começar e conheça bem o ramo em que pretende investir. Estude a concorrência, leia artigos de especialistas, faça cursos, vá a eventos e feiras.

  • Saber se é viável

O futuro empresário conta com o apoio do Sebrae para avaliar se o negócio que pretende abrir é viável. No ponto de atendimento do Sebrae, ele será atendido por um especialista e será orientado com relação a decisões fundamentais para o sucesso de seu empreendimento. Com as informações levantadas, serão realizadas simulações e o você receberá ajuda para analisar a viabilidade do negócio.

  • Ter um plano de negócios

O plano de negócio é o instrumento ideal para traçar um retrato fiel do mercado, do produto e das atitudes do empreendedor, o que propicia segurança para quem quer iniciar uma empresa com maiores condições de sucesso, ou mesmo ampliar ou promover inovações em seu negócio.

Assim como para construir uma casa, organizar uma festa ou planejar uma viagem, para se abrir um negócio também é necessário fazer um cuidadoso planejamento do que se pretende fazer. Ou seja, a casa, a festa e a viagem não se realizam por si só, é preciso planejamento. E assim também acontece com a abertura de uma empresa: é preciso planejar, levando em consideração diversos fatores, antes de decidir abrir um negócio.

Conte com o Sebrae para traçar seu plano de negócios para os primeiros doze meses de operação. Não esqueça de três pontos importantes: autoavaliação, a razão de existir do negócio e a viabilidade econômico-financeira. Saiba quanto irá gastar na abertura e quais serão os custos fixos mensais. Ao calcular o tamanho do investimento inicial, considere o capital de risco e as despesas pessoais. Vai ser preciso apertar os cintos. Saiba mais sobre o plano de negócios

  • Encontrar o lugar

O bom lugar para sua empresa ficar é onde seu cliente está. Entretanto outras análises devem ser feitas, a depender do negócio que se pretende abrir. Conte com o Sebrae para ajudar nesta análise.

  • Ter ou não ter sócios

É bom avaliar se você está disposto a encarar o desafio sozinho. Um sócio ajuda a levantar o dinheiro necessário para o investimento inicial, e as especialidades de cada um podem ser complementares.

Portal Correio