Escolas em Paris são evacuadas depois de alertas de bomba

escolas fechadasUm carro de polícia francês é visto em frente do Liceu Henri IV depois de um alerta de bomba.REUTERS/Christian Hartmann

Os alunos de seis estabelecimentos de ensino médio no centro de Paris foram retirados das salas nesta terça-feira (26), por conta de vários alertas falsos de bomba.

Os liceus Charlemagne, Henri IV, Montaigne, Louis-le-Grand, Condorcet e Fénelon, foram isolados por precaução. As seis escolas estão situadas no bairro Quartier Latin, no quinto distrito. Os estudantes foram para o pátio, deixando os pertences na sala até a situação se normalizar.

No final da manhã, os estabelecimentos receberam ligações anônimas avisando sobre a presença de explosivos.

A seção anti bombas da polícia, acompanhada de cães farejadores, vasculhou os locais, mas não encontrou nenhum indício. Um dos responsáveis de uma das escolas disse que é provável que se trate apenas “de um trote de mau gosto”.

Governo quer prorrogar estado de emergência

O alerta foi dado no meio da manhã, depois de um telefonema. Uma pessoa dizia que uma bomba estava escondida dentro de uma mochila.

A França está em estado de alerta desde os atentados de janeiro de 2015 contra o jornal Charlie Hebdo e o mercado em Porte de Vincennes, no leste da capital.

Depois dos atentados de 13 de novembro, o governo decretou estado de emergência até o dia 26 de fevereiro, mas a intenção do executivo é prorrogar o decreto por mais três meses, votando uma reforma constitucional. O projeto de lei também prevê a retirada da cidadania francesa para estrangeiros condenados por terrorismo.

Grupo Estado Islâmico já havia ameaçado escolas

Em dezembro, o grupo Estado Islâmico já havia voltado a ameaçar a França, dizendo que a “escola laica” seria um dos próximos alvos dos jihadistas e incitando seus membros a cometer ataques.

Noticiário Internacional