Especialistas em voz farão atendimento gratuito na próxima quarta

Hospital Unimed JP (1)Na próxima quarta-feira, 16 de abril (Dia Mundial da Voz), médicos e fonoaudiólogos estarão realizando atendimentos gratuitos em pessoas com queixa de rouquidão persistente. A ação será realizada no Hospital Edson Ramalho, na Universidade Federal da Paraíba (Setor de Fonoaudiologia), no Centro Universitário de Ensino (Unipê – Setor de Fonoaudiologia), das 8h30 às 17h.
O objetivo da campanha é oferecer ao público uma oportunidade de atendimento com especialistas da voz, com foco direcionado a distúrbios da voz e à antecipação do câncer de laringe.
Após, o atendimento, quando necessário, as pessoas serão encaminhadas para as unidades públicas responsáveis. Os casos suspeitos de câncer serão encaminhados para o Hospital Napoleão Laureano.

A ação da Campanha da Voz 2014 é promovida pela Associação Brasileira de Otorrinolaringologia, a Associação Paraibana de Otorrinolaringologia e a Sociedade Paraibana de Fonoaudiologia.
Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) mostram que o Brasil é o segundo país no mundo em número de casos de câncer de laringe. São mais de 15 mil por ano, sendo mais de 8 mil fatais, apesar das chances de cura superarem os 90% se detectado precocemente.
familiares e viúva de Urquiza recebem placa em homenagem ao médico

“Mais de 70% da população ativa tem na voz o instrumento de trabalho mais exigido. Os principais agentes agressores da laringe são o fumo e o álcool, alterando a permeabilidade das pregas vocais e, assim, vibratórias”, informou o otorrinolaringologista Josemar Soares, médico cooperado da Unimed JP.
O tabaco é o principal fator de risco para câncer de laringe, que é potencializado ao ser associado ao álcool. De acordo com o Instituto N acional do Câncer (Inca), fumantes têm 10 vezes mais chances de desenvolver o câncer de laringe. Quando o fumo é associado ao consumo de bebidas alcoólicas, as chances são 43 vezes maiores. Outros fatores são: histórico familiar, má alimentação, inflamação crônica da laringe causada pelo refluxo gastroesofágico, papiloma vírus (HPV).

RECOMENDAÇÕES NO CUIDADO COM A VOZ

Diversos cuidados podem ser tomados para evitar problemas com a voz. Especialistas recomendam uma alimentação regular, evitando jejum prolongado ou
abusos alimentares que provoquem azia e má digestão, principalmente antes de dormir.

Outro cuidado importante é manter a hidratação, com a ingestão de, pelo menos, 2 litros de água por dia, em temperatura fresca ou ambiente. Para ter uma voz saudável também é fundamental evitar o abuso de bebidas alcoólicas, tranquilizantes e estimulantes. Estas recomendações devem ser seguidas, principalmente, pelos profissionais que têm a voz como instrumento de trabalho. É o caso, por exemplo, de professores, cantores, atores, locutores, repórteres, telefonistas, operadores de telemarketing, vendedores, leiloeiros e camelôs.

De todos, os professores são os que precisam estar mais alertas. Entre eles, o principal risco é o de desenvolvimento da disfonia, a popular rouquidão. Por conta disso, eles apresentam três vezes mais queixas com a voz do que outros profissionais. Devem, portanto, fazer um trabalho preventivo e curativo com a ajuda de profissionais como o otorrinolaringologista e o fonoaudiólogo.

 

Assessoria