Etiene Medeiros faz melhor tempo da carreira e avança à final dos 50m livre

etiene medeirosNada como um dia atrás do outro. Jargão que define bem o que vem sendo a participação deEtiene Medeiros na Rio 2016. Após uma estreia decepcionante, com a eliminação precoce nos 100m costas, a brasileira foi às semifinais dos 100m livre e, na noite desta sexta-feira, em sua última prova individual, os 50m livre, alcançou o objetivo traçado para os Jogos. Com o melhor tempo da carreira, a pernambucana avançou para a grande final na sétima colocação, voltando a colocar a natação feminina do Brasil na disputa por medalhas após oito anos. A decisão está marcada para a noite deste sábado, a partir das 22h (de Brasília), no último dia de disputas da natação no Estádio Aquático Olímpico.

Até a Rio 2016, a melhor marca de Etiene na prova mais rápida da natação era de 24s55, anotado em 2015. Nas eliminatórias da tarde desta sexta, ela passou distante disso, com 24s82. Mas o tempo foi suficiente para garantir última vaga entre as 16 semifinalistas para a brasileira. Mas em uma crescente grande nos Jogos, a nadadora foi muito bem na prova da noite e, empurrada pela torcida, cravou 24s45, terminando em terceiro na sua série e sétima na classificação geral.

O melhor de minha vida. Recorde sul-americano, volta por cima, tapa no peito, na cabeça, não sei vou conseguir dormir”
Etiene Medeiros,
sobre a classificação para a final dos 50m livre

– É uma surpresa, mas ao mesmo tempo gratificante. Estou muito feliz. O melhor de minha vida. Recorde sul-americano, volta por cima, tapa no peito, na cabeça, não sei vou conseguir dormir. Agora é tentar baixar essa adrenalina para amanhã estar bem – comemorou Etiene, que correu de não disputar os Jogos do Rio por conta de um caso de doping, em maio, do qual acabou absolvida.

Desde Pequim 2008, a natação feminina do Brasil não conseguia classificação para uma final olímpica. Na ocasião, Gabriella Silva foi a sétima colocada nos 100m borboleta. Além de Etiene na final dos 50m livre, o último dia da natação na Rio 2016 ainda terá brasileiros em outra disputa por medalhas – o revezamento 4x100m medley. O Brasil ainda está em branco nas piscinas nos Jogos, tendo até o momento os quinto lugares de João Gomes Jr (100m peito) e do revezamento 4x100m livre masculino como melhores resultados.

ÔNIBUS COM ATLETAS ERRA ROTA E ATRASA PROVA

Antes das semifinais dos 50m livre feminino, algumas atletas da prova passaram por um contratempo. Segundo relatos das próprias nadadoras, o motorista do ônibus escaldo para levar as atletas da Vila Olímpica ao Estádio Aquático, no Parque Olímpico da Barra da Tijuca, se perdeu no caminho. Por conta do problema, a prova foi atrasada em cerca de 20 minutos, sendo a última do programa da noite.

– O motorista não encontrava o caminho. Tentava falar com a gente, mas não conseguia se comunicar porque não entendia inglês – contou a dinamarquesa Jeanette Ottesen, que terminou em 11º e ficou fora da final.

O gerente de instalação do Estádio Aquático, Rômulo Macedo, confirmou o atraso na chegada do ônibus e explicou que, para que as nadadoras pudessem fazer o aquecimento e a preparação adequada para a prova, o programa foi alterado, deixando as semifinais dos 50m livre para encerrar a noite. A Rio 2016, porém, não informou qual foi o erro de rota que provocou o atraso.

G1.Globo