Ex-líder de Cássio diz que tentativa de reprovar contas de RC é um verdadeiro golpe - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

Ex-líder de Cássio diz que tentativa de reprovar contas de RC é um verdadeiro golpe

O secretário Especial do PAC e ex-líder do governo na gestão Cássio Cunha Lima (PSDB), Ricardo Barbosa, considerou um “golpe” a possibilidade dos deputados reprovarem as contas do governador Ricardo Coutinho (PSB), quando elas forem analisadas pela Assembleia Legislativa.

“A Paraíba precisa estar atenta a isso. O governador pode até não ser reconduzido ao cargo, mas quem tem que decidir isso é o povo. Eu acho pouco provável que os deputados reprovem contas que foram aprovadas por unanimidade no Tribunal de Contas, mas se isso acontecer será um golpe”, frisou Ricardo Barbosa que pretende disputar uma cadeira da Assembleia Legislativa nas eleições em outubro.

Sem meias palavras, o deputado estadual Caio Roberto (PR), considera certa a reprovação das contas do governador Ricardo o que porá fim às pretensões do governador em se candidatar a reeleição. “Acredito que no mais tardar essas contas devam estar sendo apreciadas em plenário na próxima semana. Já existe o voto do relator (do Tribunal de Contas) Umberto Porto pela reprovação. Há vários aspectos que nos levam a entender a reprovação. Acredito que a assembleia irá desaprovar em sua maioria. Acredito que é o sentimento majoritário nesta Casa”, destacou.

Nesta terça (18), o relator das contas do governador Ricardo Coutinho, o deputado Frei Anastácio manteve o clima de suspense, disse que estava com o parecer pronto só não quis antecipar seu voto: “O relatório está pronto, tem mais de cinco laudas a minha apreciação e não cabe a mim essa questão agora. Cabe ao presidente da comissão, Raniery Paulino (PMDB) convocar uma reunião da Comissão de Orçamento para levar ao plenário o relatório. Não posso antecipar o parecer. Enquanto eu não apresentar à Comissão eu não posso falar do parecer”, contou Anastácio.

A expectativa é de que as contas de Ricardo Coutinho sejam apreciadas na próxima semana.

Com portal PB Agora