Ex-secretária de Saúde de JP defende investigações do MP e PF no Lacen: “É um escândalo”

Ex-secretária de Saúde de JP defende investigações do MP e PF no Lacen: “É um escândalo”

roseana meiraA ex-secretária de Saúde da Prefeitura de João Pessoa, Roseana Meira,  usou suas redes sociais para defender investigações do Ministério Público e da Polícia Federal no caso que ficou conhecido em João Pessoa como o “escândalo do laboratório”.

“O Lacen Municipal é um escândalo. É preciso abrir a caixa”, postou nas redes sociais.

O caso veio à baila após denúncia formulada por Demócrito Medeiros de Oliveira ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) de que o diretor do Laboratório Central de Saúde Pública da Secretaria de Saúde da Prefeitura de João Pessoa, Frederico Cartaxo, recebeu mais de R$ 250 mil ao emplacar um contrato entre o Laboratório Walderedo Nunes, de sua propriedade, e a administração municipal. A parceria entre as instituições ocorreram por dispensa de licitação.

O secretário de Saúde da Prefeitura de João Pessoa, Adalberto Fulgêncio, emitiu uma nota na manhã de hoje em que nega grau de parentesco entre Fred Cartaxo, como é mais conhecido, e o prefeito Luciano Cartaxo (PSD), e confirma que o Laboratório prestou serviços à administração até 2014.

Fred Cartaxo foi nomeado como diretor do Laboratório Central de Saúde Pública da Secretaria de Saúde da Prefeitura de João Pessoa em junho de 2013.

A denúncia que foi encaminhada ao TCE ficou sob a relatoria do conselheiro Fernando Catão.