Factoide: Portal de noticias da cidade de Sousa tenta denegrir imagem do Pastor Poroca - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

Factoide: Portal de noticias da cidade de Sousa tenta denegrir imagem do Pastor Poroca

pastor porocaAs declarações do Pastor evangélico Luiz Lourenço, mais conhecido com “Poroca” não tem agradado muito, isso é fato. Polemico em suas declarações Poroca é praticamente contratado de um site de noticias da cidade de Cajazeiras, que constantemente lhe procura para ouvir sua opinião acerca dos temas polêmicos que surgem na cidade, em recantos do nosso estado e do nosso país.

O homem que já criticou o mau uso da tecnologia, o movimento homossexual e atualmente tem se declaro ferrenho opositor aos ensinamentos da igreja católica parece não se amedrontar facilmente e se mostra cada dia mais afiado para assuntos polêmicos.

Recentemente o suposto choro de uma imagem durante um velório na cidade de Marizópolis foi o alvo das criticas do pastor, que fez questão de atribuir o fato aos demônios afirmando: “É mentira, nem os vivos estão mais chorando no mundo de hoje, imagine só uma imagem feita de papel, é tudo espírito de demônio”.

Esta ultima declaração proferida foi a gota d’água para surgirem boatos de que um grupo de católicos da cidade de Sousa estariam processando o pastor por suas declarações desfavoráveis a fé catolica, lhe atribuindo o crime de intolerância religiosa.

O fato é que a informação não se sustenta e o próprio texto denuncia que não existem fundamentos para aquela informação. No titulo da matéria diz: “Católicos entram com ação na Justiça…” mais no decorrer do texto não existem quaisquer prova de que realmente isso aconteceu – Apenas no final do terceiro parágrafo, depois de alguns xingamentos ao Pastor Poroca o assunto é novamente lembrado:” A declaração não agradou em nada os fiéis católicos que, prometem ingressar mais uma vez, com ações na Justiça contra o pastor”.

Afinal de contas, o fato aconteceu ou ainda vai acontecer?
Fica evidenciado que a todo tempo é comum o portal apela para os ataques pessoais e atribuir ao pastor citado uma imagem negativa, a exemplo de: “Pastor louco” e “analfabeto nato” deixando claro que o periódico se esqueceu que seu papel seria de informar os fatos com imparcialidade, ética e cima de tudo respeito aos leitores e não de tornar o espaço uma praça de guerra atacar a pessoa do pastor.

Ao que parece nem toda a nossa imprensa paraibana está preocupada em divulgar a verdade. O factoide criado pelo site da cidade de Sousa serviu como base para outros portais repercutirem a inverdade do primeiro. Veja na imagem abaixo o que denuncia a falta de verdade na noticia.

Rafael Matias, do Sertão Notícia

Capturar1

Sertão Notícias