Falta de cédulas gera tumulto em João Pessoa - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

Falta de cédulas gera tumulto em João Pessoa

559490d0754cdd5898daTumulto e transtornos. Foi assim a manhã de ontem para os consumidores que tentaram fazer saques nos caixas eletrônicos na agência do Banco do Brasil (BB) na Praça 1817, em João Pessoa. O pagamento dos salário dos servidores públicos do Estado e capital  e de algumas empresas privadas levou à escassez de cédulas nos terminais de autoatendimento.

Para conter os ânimos dos usuários, um representante do Procon da Paraíba foi chamado à agência e o dinheiro nos caixas somente foi normalizado no início da tarde de ontem. Os bancários estão em greve por tempo indeterminado desde  o dia 19 de setembro.

Marcos Santos afirmou que a segunda-feira foi marcada por muitos telefonemas dos consumidores ao órgão. Eles  se sentiram prejudicados por não poder fazer saques nem depósitos por causa da ausência de envelopes.

“Ontem tivemos que ir à agência do Banco do Brasil da Praça João Pessoa por causa do tumulto. Já enviei ofício ao Ministério Público incluindo as reclamações dos consumidores registradas no Procon para que possa ser dada entrada na ação civil pública na Justiça contra os bancos”, afirmou Marcos Santos.

AÇÃO CIVIL PÚBLICA

Segundo o secretário-executivo do órgão, Marcos Santos, os dados para a abertura da ação civil pública contra os bancos foram enviados para o Ministério Público Estadual, mas o promotor do consumidor Glauberto Bezerra informou que ainda não sabe quando dará entrada na Justiça.

No final da tarde de ontem, o promotor do consumidor Glauberto Bezerra contou que não recebeu a documentação enviada pelo Procon-PB. “Quando eu receber a documentação do Procon, ainda tenho que avaliar as informações para saber quando vou dar entrada na ação”, afirmou Glauberto.

Nas ruas, muitos consumidores se queixaram por não poder efetuar alguns serviços. “Estou tentando fazer transferência de um dinheiro para outro banco e não estou conseguindo. O sistema só quer aceitar o DOC (Documento de Ordem de Crédito), mas é caro. Tentei fazer depósito no Banco do Brasil e Santander de três bairros de João Pessoa  e nada de envelope. Ninguém é contra a greve, mas o consumidor fica prejudicado”, afirmou Luciano Gonçalves, que ontem à tarde estava com a esposa na agência da Caixa Econômica Federal do Parque Solon de Lucena.

NORMALIZADO

O presidente do Sindicato dos Bancários da Paraíba, Marcus Henriques, explicou que a falta de dinheiro na agência do Banco do Brasil foi temporária e que por volta das 11 horas a situação já estava normalizada. “O que ocorreu foi que houve uma grande demanda no fim de semana e os caixas tiveram que ser reabastecidos”, disse.
Jornal da Paraíba

Paraíba Urgente