Federal advoga em causa própria ao achar que partido pode emplacar vaga de Rômulo e até de Ronaldinho junto a RC - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

Federal advoga em causa própria ao achar que partido pode emplacar vaga de Rômulo e até de Ronaldinho junto a RC

choroDemonstrando completo desespero e tentando a qualquer custo emplacar uma das duas vagas restantes na chapa majoritária encabeçada pelo governador Ricardo Coutinho (PSB) no próximo ano, o deputado federal Efraim Filho (DEM), defendeu o nome do pai o secretário de infra-estrutura da Paraíba, o ex-senador Efraim Morais como companheiro de chapa do socialista no próximo pleito

Para justificar a sua posição, o deputado destacou que o seu pai sempre foi um bom articulador o que foicomprovado em 2012 quando o DEM elegeu vários prefeitos na Paraíba e conhece muito bem o xadrez da política “ e tem a vocação natural de ser o capitão de um grande time”, sentenciou.

Se esquecendo que pela ordem de prioridades, Ricardo deve prestigiar o PSDB de Cássio Cunha Lima e o PSD do vice-governador Rômulo Gouveia, Efraim Filho disse que o seu pai é o principal responsável pelas idéias do socialismo na Paraíba, sendo o idealizador das Estradas, o Centro de Convenções e o 13º salário do Bolsa Família.“É um nome que deve ser levado em consideração para 2014, pois ele tem muito a somar com sua experiência legistalativa e administrativa”, contou.

Efraim teve um lapso de amnésia, ao se esquecer num passado recente de alguns insucessos nars urnas, onde os dois políticos saíram derrotados nos dois últimos pleitos Efraim (pai) não conquistou a reeleição ao Senado em 2010 e o filho amargou uma derrota em João Pessoa como vice-prefeito da chapa do PSB, o deputado federal vendeu seu peixe:

“Somos o partido que participou das três últimas campanhas vitoriosas para o governo do Estado, 2002, 2006 e 2010. Somos o fiel da balança, portanto, é superstição manter os democratas na chapa majoritária”, gabou-se.

Sem espaços com a oposição, leia-se PT e PMDB e completamente anulado em âmbito nacional resta ao DEM permanecer ao lado da mesa observando o banquete protagonizado pelo PSB, PSDB e PSD, ou quem sabe alguém se levantar da mesa, para que ele possa tentar descobrir o cardápio.

Após dois insucessos eleitorais, o DEM precisa oxigenar seus quadros e entender o momento de se repaginar, sob pena de desaparecer do tabuleiro político paraibano, antes de pensar em majoritária, Efraim Filho precisa cuidar do próprio umbigo: a sua reeleição que está ameaçada.

E você amigo internauta, acredita que o DEM figurará na chapa de Ricardo em 2014? Opine no espaço destinado aos comentários.

Da Redação com PB Agora