João Pessoa 22/04/2019

Início » Variedades » Federer descarta briga pelo topo e diz que maior meta é Wimbledon

Federer descarta briga pelo topo e diz que maior meta é Wimbledon

Federer disse que manterá sua motivação em alta no circuito enquanto sentir que pode ganhar dos melhores (Foto: Edgar Su/Reuters)

Após decepcionar no Aberto da Austrália, o suíço Roger Federer afirmou nesta sexta-feira que não briga mais pelo topo do ranking e que o seu foco agora é apenas em conquistar títulos importantes. Nesta busca, sua maior meta para a temporada é faturar mais um troféu em Wimbledon.

“Para mim, com 37 anos, o ranking não é mais uma prioridade”, disse Federer, que chegou a afirmar o mesmo na temporada passada antes de mudar seu calendário apenas para tentar retomar o posto de número 1 do mundo – o que aconteceu no Torneio de Roterdã, na Holanda, em fevereiro.

O suíço reiterou que seu maior objetivo é seguir saudável e em boas condições físicas para poder alongar a sua carreira. “A ideia é continuar em boa forma, vencer competições e saber que posso vencê-los [Novak Djokovic e Rafael Nadal]. Com isso, terei prazer em seguir jogando.”

Federer disse que manterá sua motivação em alta no circuito enquanto sentir que pode ganhar dos melhores. “Se você sente que não tem mais chance, aí isso é um problema. Mesmo se o meu ranking cair muito, não será um problema para mim. Desde que eu sinta que posso ganhar um Grand Slam, como fiz há dois anos quando era o número 17 do mundo, tudo está em seu devido lugar. Eu prefiro estar na 17ª posição [e com chances de vencer um Slam] do que estar em terceiro e não ter chance nenhuma de vencer os grandes torneios.”

Após cair nas oitavas de final do Aberto da Austrália, diante do jovem grego Stefanos Tsitsipas, o atual número seis do mundo estabeleceu como meta ir bem em Wimbledon e no US Open. “Claramente meu objetivo é Wimbledon, porém também quero ir bem em Dubai, Indian Wells e Miami. Mas o principal será sempre Wimbledon e o US Open.”

Federer voltará às quadras ainda neste mês para disputar o ATP 500 de Dubai, a partir do dia 25. Depois ele competirá nos Masters 1000 de Indian Wells e Miami, ambos nos Estados Unidos. Na sequência, o suíço voltará a disputar a gira de saibro na Europa, que culmina em Roland Garros. Mas ele ainda não definiu em quais competições preparatórias estará antes de jogar em Paris.

Federer fez as declarações em entrevista coletiva em Genebra para divulgar a Laver Cup, torneio-exibição que criou em parceria com o empresário brasileiro Jorge Paulo Lemann. Neste ano, a competição será realizada na cidade suíça, diante de sua torcida, em setembro. Rafael Nadal já confirmou presença no Time Europa, ao lado de Federer.

Band