Feminicídios marcam a semana em todo o país. Relembre casos

Nesta semana, o Cidade Alerta fez uma série de denúncias contra feminicídios e outros crimes contra mulheres que aconteceram pelo país.Além de crimes fatais, o programa contou também a história de mulheres que desapareceram e outras que foram estupradas.

Caso Sabrina

A polícia investiga vídeos que a jovem recebeu por aplicativos de mensagens de colegas de escola. O vídeo previa a forma como a menina foi morta.

Mulher esfaqueada

A morte de Alessandra também gerou comoção. O principal suspeito de esfaqueá-la é seu namorado Manoel Pereira.

Alessandra foi morta depois que o casal voltava de uma festa. O homem já havia demonstrado ciúmes excessivos e comportamento violento contra ela em outras situações, segundo testemunhas.

Morta por herança

Samura Sento Sé Braz, 34, também teve sua morte confirmada pela polícia nesta semana. A diferença nesse caso, é que o suspeito é o próprio irmão. A mulher foi assassinada e esquartejada.

O ex-jogador de futebol Luis Antônio de Medeiros Senna era irmão adotivo da vítima e não aceitava a forma que a mãe dos dois, que morreu em 2014, dividiu os bens.

Luis Antônia reivindicava ser dono da casa que os dois viveriam e que tinha sido deixada para Samura na herança. Ele ainda continua foragido.

Desapareceu após cobrar dívida

Outro crime que vem mobilizando esforços policiais é o desaparecimento da cozinheira Vadilene. Ela não dá notícias há nove dias.

Tudo o que a polícia sabe é que ela desapareceu após cobrar uma dívida de uma festa. A última pessoa a ser vista com ela foi o taxista com quem ela tinha um relacionamento.

Jovem relata estupro

A jovem Ketlen Ferreira, 18, se emocionou ao relatar os estupros que sofria do padrasto Adson Vitor Costa de Matos, 25 anos mais velho.

O caso aconteceu em Manaus, onde Adson é locutor em uma rádio local. O caso corre em segredo de Justiça.