caminho-do-pai

Filho de Eduardo Campos diz que é natural seguir caminho do pai

joao-campos-filhoJoão Campos,filho de Eduardo Campos, concede entrevista na TV JC e diz que é natural seguir caminho do pai
Gustavo Belarmino/JC Imagem

João Campos, filho do ex-governador Eduardo Campos, completará um ano em sua primeiras função pública – chefe de gabinete do governador Paulo Câmara (PSB) – no próximo mês. Nesta segunda-feira, ele conversou com a equipe Jornal do Commercio e do portal NE10 e defendeu sua participação no governo estadual, o mesmo que seu pai comandou de 2007 a 2014, quando saiu para disputar a presidência da República.

 

“Eu cresci acompanhando o nosso pai a fazer política, a trabalhar por Pernambuco como deputado e ministro. Esse gosto por política não é só meu, mas dos meus irmãos. É natural querer acompanhar esse caminho. Tive a oportunidade de fazer militância política e partidária desde muito cedo”, disse.

Ainda de acordo com João Campos, não há qualquer tipo de ônus político por ser filho de Eduardo Campos.

“Eu não sinto peso de ser filho de Eduardo. Sinto orgulho profundo por ser filho de uma pessoa que dedicou toda a sua vida ao Estado. Sinto orgulho de ter essa história, mas a responsabilidade de ser filho de Eduardo não é só minha. Eu divido com os companheiros de partido”, afirmou.

Em relação às denúncias envolvendo o nome de Eduardo Campos na operação Turbulência, João Campos diz que não há nada que desabone a biografia do pai.

“Onde ele passou, conseguiu melhorar a vida de muita gente e conseguiu transformar o nosso Estado e foi aprovado. Uma pessoa que nunca mudou o padrão de vida, sempre viveu na mesma casa. Tenho certeza que o povo sabe disso (a inocência de Eduardo)”, apontou.

DEPUTADO FEDERAL

O filho de Eduardo Campos despistou sobre a possibilidade de concorrer a um mandato de deputado federal em 2018. “Eu não penso nisso agora. Cumpro o papel como chefe de gabiente e de acompanhar as ações de todas as secretarias. Esse debate de 2018 se dará no momento certo e na esfera correta. O povo não quer falar sobre isso, mas quer ver o governo funcionando”, afirmou.

Eu não sinto peso de ser filho de Eduardo. Sinto orgulho profundo por ser filho de uma pessoa que dedicou toda a sua vida ao Estado

João Campos

Ao completar três meses na chefia de gabinete do governador Paulo Câmara, João Campos foi tietado por diversas lideranças políticas do Estado, que apostam no jovem como grande revelação eleitoral em 2018.

Entre as missões dele no Palácio do Campo das Princesas está a de articulação política do governo.

GOSTO PELA VIDA PÚBLICA

Na entrevista, João Campos defendeu o Pacto pela Vida, falou sobre o governo Michel Temer (PMDB) e disse que gostou de atuar como chefe de gabinete, visitando municípios e encontrando prefeitos – o que irá lhe dar capilaridade em uma possível disputa eleitoral em 2018.

Nesta segunda-feira, o jovem, aliás, deu uma demonstração de que está mais à vontade no governo. Desde que virou auxiliar do governador Paulo Câmara, João Campos abandonou as redes sociais. Porém, poucas horas antes da entrevista, ele publicou em seu Instagram – @joaocamposoficial – a participação na TV JC.

Em outra publicação, também no Instagram, João Campos publicou um mosaico de fotos em que aparece discursando sozinho e outras ao lado de Paulo Câmara e do prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB). Ainda há uma quarta imagem em que aparece no dia de formatura – uma resposta silenciosa às críticas que recebeu por ter entrado no governo antes de concluir o curso de Engenharia.

No Instagram, João Campos afirmou que “o ano de 2016 teve um significado maior porque tive a honra de ser convocado pelo governador Paulo Câmara para cumprir a mesma missão que meu pai também cumpriu no início de sua vida pública”. O jovem encerrou o texto desejando “feliz 2017 para todos nós”.

Jornal do Commércio