Filiado ao PSL, Moacir Rodrigues diz que só deixa legenda se Bolsonaro também sair da sigla: “Eu acompanho o presidente”

Saio na hora. Eu acompanho o presidente Bolsonaro. Têm laranjas em todos os partidos, e isso precisa ser apurado, é importante que seja apurado. O Brasil precisa ser passado a limpo, e tem passado – A declaração é do deputado estadual Moacir Rodrigues, do PSL, que avisou que só deixa a legenda se o presidente Bolsonaro também deixar o partido. Moacir disse que acompanhará Bolsonaro em qualquer destino.

A crise que se instaura dentro diretório nacional do Partido Social Liberal (PSL) começou a partir de um vídeo divulgado recentemente, onde Jair Bolsonaro criticou diretamente o presidente nacional da legenda, Luciano Bivar, e declarou que o político “está queimado pra caramba”, deu-se início à especulações sobre possível saída do presidente da república do partido.

Nas últimas semanas, no entanto, o presidente estadual da sigla na Paraíba, Julian Lemos, defendeu a desfiliação de Moacir dos quadros da legenda. Julian chegou a dizer que se o parlamentar desejasse, ele entregaria a carta de desfiliação com maior prazer, inclusive garantindo que o partido não iria pedir seu mandato.

Blog do Ninja