Fla empata com Vasco, mantém tabu de sete anos e deixa rival na degola - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

Fla empata com Vasco, mantém tabu de sete anos e deixa rival na degola

06out2013---hernane-do-flamengo-observa-pedro-ken-do-vasco-durante-classico-no-mane-garrincha-1381090968536_615x300Em um clássico disputado e recheado de erros, o Flamengo não venceu, mas manteve o tabu de sete anos sem ser derrotado pelo Vasco no Campeonato Brasileiro – o último revés foi em 26 de outubro de 2006. Neste domingo, os rivais empataram por 1 a 1, em Brasília – gols de Hernane e Willie. O resultado manteve o Rubro-Negro afastado da zona da degola. O time chegou aos 34 pontos e ocupa a 11ª colocação.

Além da frustração pelo jejum frente ao maior rival, o Cruzmaltino permanece na zona do rebaixamento. A equipe do técnico Dorival Júnior está em 17º lugar e soma 29 pontos. Na próxima rodada, o time de São Januário enfrenta o Fluminense, quarta-feira, às 21h50, em Florianópolis. O Flamengo recebe o Internacional, quinta-feira, às 21h, no Maracanã.

Antes de a bola rolar no Mané Garrincha, o lateral direito Léo Moura foi homenageado pela diretoria do Flamengo. O jogador recebeu uma camisa personalizada com o número 450, referência ao número de partidas disputadas pelo Rubro-Negro. Assim que o jogo começou, os times passaram a se estudar e buscar a melhor oportunidade de chegar ao gol adversário.

Com bastante marcação no meio de campo, o confronto tinha faltas e poucas chances concretas. Elias e Juninho tentavam comandar Flamengo e Vasco, respectivamente. A primeira chance com relativo perigo foi do time de Jayme de Almeida. Aos 24min, Paulinho recebeu livre e finalizou para fora. Aos 30min, o Rubro-Negro encaixou o contra-ataque. Paulinho recebeu livre e rolou para Hernane. O atacante bateu em cima de Diogo Silva.

Ligeiramente superior, o Flamengo abriu o placar aos 33min. Elias lançou, Paulinho aproveitou a furada de Cris e cruzou na área. Sozinho, Hernane empurrou para o fundo da rede. O Vasco sentiu o gol e pouco produziu para empatar. O zagueiro Cris foi muito vaiado pela torcida cruzmaltina ao término da primeira etapa.

O Vasco voltou para o segundo tempo com duas mudanças no objetivo de aumentar o poder de fogo. Willie e André entraram nos lugares de Juninho e Edmilson, respectivamente. Mas, aos 4min, Jomar quase marcou contra o segundo gol do Flamengo. Aos 6min, Chicão cobrou falta. A bola passou perto do travessão de Diogo Silva.

Aos 8min, o Cruzmaltino conseguiu o tento de empate. Jhon Cley lançou Willie. O atacante aproveitou falha de João Paulo e estufou a rede rubro-negra. Aos 16min, o técnico Dorival Júnior foi expulso após reclamar bastante de um segundo toque de mão do zagueiro Wallace no jogo.

Depois de perder o poder de fogo, Jayme de Almeida optou por sacar Carlos Eduardo e colocar Luiz Antônio. Aos 27min, Yotún recebeu belo passe de Marlone e chutou cruzado. A bola passou pelo gol de Paulo Victor. Sozinho, o atacante André estava em ótima condição e reclamou com o companheiro.

Os times se lançaram de forma desorganizada ao ataque após os 30min, mas não conseguiram a desejada vitória. Por fim, o resultado ficou melhor para o Flamengo, que mantém distância da zona de rebaixamento. Já o Vasco tenta mais uma vez a recuperação na próxima rodada do Campeonato Brasileiro.

FLAMENGO 1 X 1 VASCO
Data: 06/10/2013 (domingo)
Local: Mané Garrincha, em Brasília (DF)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro
Auxiliares: Marcelo Bertanha Barison e Rafael da Silva Alves
Cartões amarelos: Wallace e André Santos (Flamengo); Juninho, Pedro Ken, Jhon Cley e Yotún (Vasco)
Gols: Hernane, aos 33min do primeiro tempo; Willie, aos 8min do segundo tempo.

FLAMENGO
Paulo Victor; Léo Moura, Wallace, Chicão e João Paulo; Amaral, Elias, Carlos Eduardo (Luiz Antônio) e André Santos (Gabriel); Paulinho (Rafinha) e Hernane.
Técnico: Jayme de Almeida.

VASCO
Diogo Silva; Fagner, Jomar, Cris e Yotún; Pedro Ken, Fillipe Soutto, Juninho (Willie) e Jhon Cley (Wendel); Marlone e Edmilson (André).
Técnico: Dorival Júnior.