Flamengo leva sufoco de reservas do Fluminense, mas vence clássico no Maraca

O Flu poupou titulares. O Fla foi com o que tinha de melhor. O Fla-Flu deste domingo, no Maracanã, acabou sendo rubro-negro. O time de Abel Braga chegou a abrir 3 a 0 e até sofreu quando a equipe de Diniz esboçou reação, mas a vitória ficou em 3 a 2.  Os rivais voltam a se enfrentar na semifinal da Taça Rio na quarta-feira, com vantagem do empate dos tricolores.

Lembrando que o Rubro-Negro já está garantido na semifinal do Carioca; o Tricolor ainda não. A outra semifinal da Taça Rio será entre Bangu e Vasco. Os vascaínos só avançaram porque o já eliminado Boavista acabou vencendo o Volta Redonda, no Raulino de Oliveira.   Um Fla-Flu rubro-negro O Fla não deixou o Flu respirar nos primeiros minutos de clássico.

Com todo mundo no campo de ataque, pressionou o rival e quase conseguiu o gol em um dos primeiros ataques. Gabigol ia recebendo grande bola na área, mas o atacante não conseguiu alcançar a bola.  O lado rubro-negro achava espaço quase sempre pela direita. E foi por lá que o gol saiu: Éverton Ribeiro achou bom passe para Pará, que rolou para trás e Bruno Henrique empurrou para a rede.

O jogo seguiu da mesma forma depois do gol: com domínio da equipe da Gávea. O segundo gol quase saiu em cabeçada de Pará, mas Agenor fez a defesa.  Agenor fez defesa ainda mais difícil logo depois da parada técnica. Diego cobrou escanteio na área e Léo Durate mandou cabeçada certeira. Defesaça de Agenor.  Tudo parecia tranquilo para os flamenguistas, até que uma saída de bola errada quase colocou tudo a perder. Rodrigo Caio errou o passe e Calazans mandou para Caio Henrique acertar o travessão.

Na sobra, Mateus Gonçalves bateu de canhota e Willian Arão evitou a entrada da bola.  O Tricolor cresceu por alguns minutos, mais ligado no jogo. Mas logo se viu contra as cordas novamente. De cabeça, Arão acertou o travessão. De bicicleta, Diego parou em Agenor.  Fla abre 3 a 0, mas Flu tenta reagir O Flu se adiantou para o segundo tempo, mas tomou bola nas costas.

Diego acertou um belo passe e deixou Bruno Henrique na cara do gol. O ponta avançou e tocou na saída de Agenor para abrir 2 a 0. O ataque flamenguista acabou atropelando no segundo tempo. Bruno Henrique aproveitou vacilo de Allan na saída de bola e deixou com Gabigol. O atacante bateu de canhota, no cantinho: 3 a 0.

Calazans achou uma bela jogada individual para recolocar sua equipe no jogo. O ponta tirou de Renê e mandou para o meio da área. Quem apareceu foi Dodi, que mandou para a rede.  O segundo gol veio também com a base. Igor Julião cruzou da direita e João Pedro, de cabeça, balançou as redes. O Fla-Flu acabou quente, mas terminou mesmo com vitória rubro-negra.

O Gol