Flamengo vence o Vasco em amistoso em Manaus - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

Flamengo vence o Vasco em amistoso em Manaus

flamengo venceÉverton aproveitou lambança de Sandro Silva, caído, para fazer o gol rubro-negro

Ainda que tenha sido apenas um amistoso, o Flamengo levou a melhor no primeiro clássico contra o Vasco em 2015. Nesta quarta-feira, com um gol de Éverton, o time rubro-negro derrotou o rival por 1 a 0, na Arena Amazônia, na abertura do Torneio Super Series, que conta, ainda, com o São Paulo. O tricolor paulista será o adversário vascaíno amanhã, às 22h, e encerrará o triangular contra o time da Gávea, domingo, às 17h, os dois jogos novamente em Manaus.

Ao contrário das partidas dos dois cariocas no estádio amazonense ano passado, todas com bom público, desta vez a arquibancada esteve longe de lotar: apenas 21.915 torcedores pagaram ingresso para ver o amistoso, abaixo da expectativa das duas equipes.

Em busca de entrosamento, a dez dias do início do Carioca, o técnico vascaíno Doriva praticamente repetiu a equipe que perdeu por 1 a 0 o jogo-treino de domingo contra o Volta Redonda. A novidade foi o volante Guiñazu, que chegou pela manhã a Manaus após viajar à Argentina para acompanhar o sepultamento do pai. O esforço do argentino, porém, foi quase em vão. Ele ficou em campo apenas 20 minutos: ao tentar cortar um cruzamento, sentiu dores no joelho esquerdo e teve de ser substituído por Lucas.

O Flamengo teve duas mudanças em relação ao time que empatou o amistoso com o Shakhtar Donetsk em 0 a 0. Alegando que Eduardo da Silva e Gabriel ainda precisam de um reforço muscular, Vanderlei Luxemburgo lançou Nixon e Arthur Maia no time — os dois substituídos sequer ficaram no banco.

A rivalidade falou mais alto no início, e a primeira meia hora de jogo teve mais cartões amarelos (quatro) que lances de perigo. Se sobrava ímpeto, faltava qualidade, e os muitos erros de passe mantinham a bola longe das duas áreas. Nos últimos 15 minutos, porém, os times se sucederam nas chances perdidas.

PAULO VICTOR SE DESTACA

Na melhor delas, Bernardo encontrou Marcinho livre na área mas Paulo Victor impediu o gol com excelente defesa, aos 33. O Flamengo respondeu no minuto seguinte: Marcelo Cirino invadiu a área pela esquerda e rolou para Arthur Maia bater à esquerda do gol de Martín Silva. O chute de Anderson Pico, de pé direito, tinha endereço certo, mas o goleiro vascaíno pegou no canto esquerdo.

Confirmando a boa forma já no início da temporada, Paulo Victor voltou a mostrar reflexo ao espalmar a cabeçada de Luan, no canto esquerdo, em lance que já estava anulado por impedimento.

Com duas alterações — Pará e Márcio Araújo no lugar de Léo Moura e Cáceres —, o Flamengo voltou do intervalo pressionando o rival. Aos seis minutos, Marcelo Cirino errou a cabeçada na pequena área, mas na sequência do lance, chutou com perigo, obrigando Martín Silva a defender no canto direito.

Enquanto Luan, do Vasco, lamenta, Éverton comemora seu gol na Arena Amazônia – Divulgação / Flamengo

O gol rubro-negro saiu logo depois, aos oito, graças a um erro de Sandro Silva. De volta ao time depois de passar 2014 afastado do elenco, o volante tentou driblar Éverton na meia-lua, mas foi desarmado pelo meia do Flamengo, que só precisou tocar no canto esquerdo.

O Flamengo quase ampliou em contra-ataque rápido, aos 11, mas o cruzamento de Nixon para Marcelo Cirino foi interceptado por Montoya no momento em que o atacante preparava o chute.

Doriva usou as cinco mudanças que lhe restavam, mas o Vasco não conseguia superar o adversário. Quando chegou com perigo, parou de novo em Paulo Victor: Montoya recebeu na área, mas o goleiro abafou o chute e evitou o empate.

FLAMENGO 1 X 1 VASCO

Local: Arena da Amazônia, em Manaus (AM)

Árbitro: Edmar Campo da Encarnação (AM)

Auxiliares: Anne Kessy Gomes de Sá (AM) e Marcos Santos Vieira

Público/Renda: 21.915 presentes/Não divulgada

Cartões amarelos: Cáceres, Anderson Pico, Arthur Maia (Flamengo); Christiano e Montoya (Vasco).

Gols: Éverton (8’/2ºT)

FLAMENGO: Paulo Victor, Léo Moura (Pará, intervalo), Wallace, Samir e Anderson Pico; Cáceres (Marcio Araújo, intervalo) e Canteros; Nixon (Alecsandro, 17’/2ºT), Arthur Maia (17’/2ºT) e Everton (Luiz Antonio, 34’/2ºT); Marcelo Cirino (Bressan, 44’/2ºT) – Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

VASCO: Martin Silva, Jean Patrick (Nei, 22’/2ºT), Luan, Rodrigo e Christiano (24’/2ºT); Guiñazú (Lucas, 23’/1ºT) e Sandro Silva (Julio dos Santos, 17’2ºT); Montoya, Rafael Silva (Yago, 12’2ºT) e Bernardo (Marquinhos do Sul, 12’/2ºT); Marcinho – Técnico: Doriva.

O globo