Flu e Vasco não saem do buraco nem com bom aproveitamento - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

Flu e Vasco não saem do buraco nem com bom aproveitamento

fluminense e vascoRIO – Adilson Batista e Dorival Júnior sabiam que tinham uma missão espinhosa ao assumirem, respectivamente, Vasco e Fluminense na reta final do Campeonato Brasileiro. O que talvez eles não soubessem é que, mesmo com um bom trabalho e aproveitamento de pontos tão bom como o que ostentam nos clubes, eles chegassem na última rodada com seus times na zona de rebaixamento e correndo sério risco de caírem para a segunda divisão.

Desde que assumiram os clubes, o aproveitamento de pontos de Vasco e Fluminense sob o comando dos novos técnicos só é inferior ao do campeão Cruzeiro. Adilson conquistou 11 dos 18 pontos disputados (61,1%). Em seis jogos, o time venceu três, empatou dois e perdeu um. Já Dorival, chegou duas rodadas depois e faturou sete dos 12 pontos disputados (58,3%). Foram duas vitórias, um empate e uma derrota em quatro partidas.

TABELAA classificação e jogos do Campeonato Brasileiro

Se tivessem mantido estas estatísticas durante todo o campeonato, tanto Vasco quanto Fluminense estariam hoje brigando por uma vaga na Copa Libertadores do ano que vem. Mas como pagam pela péssima campanha que fizeram durante todo o restante do Brasileiro (o aproveitamento geral dos dois é de 39,6% e 38,7%), os rivais cariocas chegam a última rodada juntos na zona de rebaixamento e sabendo que pelo menos um deles terá que disputar a Série B em 2014.

Campeão por antecipação há três rodadas, o Cruzeiro tem 67% de aproveitamento no Brasileiro. Conquistou 75 dos 111 pontos disputados. Vice-líder com 64 pontos, o Grêmio tem 57% de aproveitamento.

A situação dos dois times só se complicou mais porque adversários diretos também tiveram bom desempenho nos últimos seis jogos. Casos de Bahia, que conquistou 11 pontos, e Criciúma, que faturou 12. A Portuguesa estava um pouco mais acima e fez oito pontos no período. O único com um desempenho ruim foi o Coritiba, com cinco pontos conquistados.

Hoje as chances de rebaixamento do Vasco são de 83%, segundo o site Infobola do matemático Tristão Garcia. Já o time tricolor tem 85% de possibilidade de cair. Seus adversários para tentarem escapar são o Coritiba (30%), Criciúma (1%) e Internacional (1%).

A situação mais dramática é a do Fluminense. Na última rodada, o time tricolor precisa vencer o Bahia em Salvador e torcer para que Vasco e Coritiba empatem ou percam os seus jogos. Qualquer outro resultado diferente disso, o Flu cairá para a Série B.

Já o Vasco precisa vencer o Atlético-PR no Paraná e torcer para que Coritiba, Criciúma ou Internacional tropecem na rodada. Os dois primeiros jogam fora de casa contra São Paulo e Botafogo. O Inter recebe a já rebaixada Ponte Preta.

Se for rebaixado, o Fluminense voltará a disputar uma divisão inferior desde que foi campeão da Série C em 1999. No ano seguinte, foi criada a Copa João Havelange e o time tricolor acabou disputando o módulo principal do torneio que contou com mais de 100 clubes. O Flu também jogou a Série B em 1998.

Já o Vasco só foi rebaixado uma vez, em 2008. No ano seguinte, o time foi campeão e voltou para a elite do futebol nacional.

O Globo