João Pessoa 14/12/2018

Início » Variedades » Fluminense perde para o Inter no Sul e se complica no Brasileirão

Fluminense perde para o Inter no Sul e se complica no Brasileirão

Equipe tricolor vai para a última rodada ameaçada pelo fantasma da Série B

Internacional venceu o Fluminense por 2 0 – Mailson Santana/Fluminense FC

Porto Alegre – O Fluminense completou neste domingo sete jogos sem vencer e sem marcar gols no Brasileirão ao perder por 2 a 0 para o Internacional, com gols de Nico López, no Beira-Rio. É a pior marca na história do Tricolor. Com 42 pontos, em 14º lugar na tabela, o Fluminense ainda corre risco de rebaixamento e enfrentará, na última rodada, no próximo domingo, o América-MG, no Rio, em confronto direto na luta contra a degola.

Mas antes o Fluminense volta as suas atenções para a partida de volta das semifinais da Sul-Americana contra o Atlético-PR, na quarta-feira, no Maracanã — na ida, o time carioca perdeu por 2 a 0, na Arena da Baixada

Para enfrentar o Internacional, o Fluminense não contou com o capitão Gum, que não viajou a Porto Alegre por conta do desgaste físico com a sequência de jogos.

Sornoza começou a partida no banco e, no lugar dele, entrou Junior Dutra. Rodolfo foi escalado como goleiro titular na ausência de Júlio César, com dores no ombro esquerdo. Já Richard retornou de suspensão. E, com a mudança de esquema de três para dois zagueiros, Fernando Neto foi mantido no meio de campo.

Com maior posse de bola no primeiro tempo, o Internacional teve grande chance de sair na frente aos 19 minutos, quando D’Alessandro cobrou falta em cima da barreira e a bola sobrou para Jonatan Álvez, que isolou. Já o Fluminense ofereceu pouco perigo ao gol de Marcelo Lomba.

O Internacional voltou para o segundo tempo pressionando e Nico López chegou com perigo logo aos dois minutos, ao avançar em velocidade e bater cruzado. O goleiro Rodolfo salvou o Fluminense no lance.

Mas Nico López teve outras chances. Aos 28 minutos, ele marcou um golaço ao aproveitar uma sobra após um escanteio. Ele mesmo ampliou aos 43, com assistência de D’Alessandro, chutando na saída de Rodolfo.

O Dia