João Pessoa 17/12/2018

Início » Esporte » Fluminense segue sem marcar, é dominado pelo Atlético-PR e dá adeus à Sul-Americana

Fluminense segue sem marcar, é dominado pelo Atlético-PR e dá adeus à Sul-Americana

Tricolor tentará evitar rebaixamento no Brasileiro contra o Atlético-PR no domingo

Fluminense foi eliminado no Maracanã – Daniel Castelo Branco

Rio – A torcida fez a sua parte, compareceu em peso mesmo com a má fase e abraçou o time, entretanto, jogadores e, principalmente, o técnico Marcelo Oliveira não corresponderam ao voto de confiança. Depois de perder por 2 a 0 fora de casa, o Fluminense teve uma atuação vergonhosa no Maracanã e voltou a ser derrotado pelo Atlético-PR, por 2 a 0, sendo eliminado na semifinal da Copa Sul-Americana e criando um péssimo clima para o jogo contra o América-MG, no domingo

Mais do que a eliminação – algo provável devido à desvantagem no confronto – o que irritou os tricolores foi a atuação desastrosa do time, que chegou à incrível marca negativa de oito jogos sem fazer gol. E assim, o clima de apoio do início se transformou em enorme pressão para a luta contra o rebaixamento.

Irritada, a torcida – boa parte dela foi embora no meio do segundo tempo – voltou a chamar o time de sem vergonha, vaiou os jogadores (Gum foi um dos poucos poupados, assim como Everaldo), chamou Marcelo Oliveira de burro e hostilizou muito o presidente, Pedro Abad. Além do aviso: “acabou o amor, isso aqui vai virar o inferno”.

A bonita festa da torcida, com direito a mosaico com os dizeres “Lutem até o fim” não teve nem tempo de fazer efeito. A empolgação durou apenas quatro minutos, tempo suficiente para Ayrton Lucas sair errado e a bola passar por toda área até Nikão para abrir o placar.

Uma ducha de água geladíssima, que piorou com o nervosismo dos jogadores e a total bagunça do novo esquema, em que os três atacantes (Everaldo foi barrado) mais Sornoza formavam um bloco no ataque e deixavam um buraco no meio.

A única jogada era lançamentos longos para Junior Dutra desviar. Foram necessários apenas 27 minutos para Marcelo Oliveira desfazer a besteira na escalação. Mesmo assim, o Fluminense continuou incapaz de criar uma chance de gol durante os 90 minutos. E o Atlético-PR, sem esforço algum, marcou o segundo gol em contra-ataque com Bruno Guimarães, aos 9 do segundo tempo. E poderia ter feito até mais.

Resta ao Fluminense buscar forças para não ser rebaixado no Brasileiro domingo, diante do América-MG, sem saber se a torcida apoiará novamente.

O Dia