FPF divulga tabela do Paulistão 2014

coringãoA Federação Paulista de Futebol divulgou, nesta segunda-feira, a tabela do Campeonato Paulista de 2014. A estreia do torneio acontece no final de semana do dia 19 de janeiro e o jogo de abertura será um clássico disputado pelos últimos campeões das Séries A1 e A2: Corinthians e Portuguesa, respectivamente.

Confira os jogos da primeira rodada do Campeonato Paulista 2014

Portuguesa x Corinthians

Santos x XV de Piracicaba

Ponte Preta x Ituano

Paulista x Audax

São Bernardo x Botafogo

Bragantino x São Paulo

Oeste x Penapolense

Rio Claro x Atlético Sorocaba

Palmeiras x Linense

Mogi Mirim x Comercial

Muricy Ramalho

A mudança na fórmula de disputa, no entanto, não agradou ao técnico Muricy Ramalho. O treinador do São Paulo esperava uma reforma mais efetiva no sentido de dar mais tempo de pré-temporada aos clubes.

 

“Nós estamos ainda atrás disso (planejar bem o ano). Não adiantou muito as datas, porque não resolveu nada. Não resolveu o problema da pré-temporada, porque não existe aqui no Brasil isso”, comentou Muricy, em entrevista coletiva no CT da Barra Funda, nesta sexta-feira.

 

Novamente o técnico argumentou que o futebol brasileiro está em um nível muito aquém do seu potencial justamente porque não há um tempo hábil para preparar os jogadores. “Por isso o número de contusões está aumentando a cada ano. O futebol desenvolvido é fraco, a intensidade do futebol está menor. Tudo isso se deve à mal preparação dos times brasileiros”, acrescentou.

 

Muricy aproveitou para reiterar o apoio ao movimento Bom Senso FC, organizado por jogadores para modificar alguns alicerces do futebol brasileiro, como o calendário e o sistema financeiro dos clubes. Para o treinador tricolor, a CBF não está levando a sério os pedidos dos profissionais.

 

“Enquanto os lá de cima que pensam o futebol brasileiro não olharem isso com carinho, vai continuar assim. Não mudou nada. Até agora não responderam nada em relação ao Bom Senso Futebol Clube. Está na mesma. Jogaram mais para a frente o problema. Então vai continuar o futebol brasileiro como está sempre”, concluiu.

Uol Esportes