Franceses, chineses e russos disputam projeto de usina nuclear em Pernambuco, diz deputado

O projeto, elaborado há alguns anos, voltou a andar, com sinais positivos do Governo Federal. Deputado Estadual de Pernambuco confidenciou à Sputnik Brasil que as tratativas internas avançaram.

Deputados da Comissão de Ciência e Tecnologia da Assembleia Legislativa de Pernambuco estiveram em visita às instalações nucleares de Angra dos Reis, RJ, nesta quinta-feira, 17. O legisladores pernambucanos estavam em busca de informações da Eletrobras sobre o funcionamento de usinas nucleares.

O Estado de Pernambuco se habilita a receber a primeira usina nuclear do Nordeste, e já há, inclusive, um município escolhido para hospedar a instalação, Itacuruba.

O projeto foi elaborado durante os governos de Dilma Rousseff e Lula, pelo governador Eduardo Campos, e estava paralisado por questões financeiras e políticas. No entanto, recentemente, o Governo Federal acenou com luz verde, no contexto do desenvolvimento do Plano Nacional de Energia 2050.

Foi o que disse para a Sputnik Brasil o deputado estadual Alberto Feitosa (Solidariedade-PE), membro da Comissão de Ciência e Tecnologia da Assembleia Legislativa de Pernambuco.

“Na nossa análise essas tratativas estão bastante avançadas. O Governo Federal no dia 30 de setembro estabeleceu um comitê com assentos para o ministério do Meio Ambiente, ministério da Ciência e Tecnologia e Comunicações, Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, e já determinou um plano de expansão de energia nuclear até 2050 para todo o Brasil”.

Estudos feitos pela Eletronuclear estabeleceram Pernambuco como “melhor local e mais avançado do ponto de vista de identificação” para instalação de uma usina. Para o projeto avançar, no entanto, o legislativo pernambucano precisará alterar a constituição estadual, que proíbe a instalação de usinas nucleares na região.

“Isso já está em tramitação na Assembleia […] eu inclusive sou o autor da PEC”, esclareceu o parlamentar.

O legislador adiantou que uma licitação será realizada com a participação de três empresas estrangeiras: “uma francesa, uma chinesa e uma russa”, mas não citou as empresas nominalmente.

Itacuruba, fica localizada no sertão de Itaparica, interior de Pernambuco. A principal vantagem da cidade seria a proximidade das linhas de transmissão de energia das hidrelétricas localizadas no Rio São Francisco, da Eletrobras Chesf, conectadas aos principais polos industriais da região, completou o deputado.

O deputado acrescentou que o projeto, no total, contempla um investimento de R$ 30 bilhões e que, se acontecer, implicará em uma mudança radical na economia e na vida das pessoas do local.

Sputnik