Adriano Galdino (PSB), admite consenso mas defende as duas chapa da mesa

Galdino não vê problema em chapa de consenso desde que seja mantido seu nome e de Gervásio; ‘eleição casada é questão fechada’

adriano-galdino acordoO deputado estadual Adriano Galdino (PSB), comentou que defende as duas chapas para a eleição da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa e apontou que esse foi um dos empecilhos colocados por opositores do governador Ricardo Coutinho.

Galdino que já havia afirmado que seus apoiadores não são todos da base de Ricardo, destacou que já teve conversas com a bancada do PSDB e aliados como Manoel Ludgério (PSD) e Renato Gadelha (PSC), falou apenas conversar com Dinaldinho (PSDB). Ele afirmou também que essa bancada defende algumas bandeiras como a de não votar em um deputado que defenda as duas chapas, “que é o meu caso”, acrescentou, citando Renato Gadelha e Camila Toscano (PSDB).

“São chapas casadas, deixei bem claro que essa questão não se discute mais. Fazer as duas eleições no mesmo dia temos embasamento jurídico para isso e temos uma conversa franca. Eles deram  suas propostas, eles foram também conversar com o outro candidato e estamso aguardando novas conversas. Para mim seria uma honra”, conta.

Galdino defende uma chapa eclética, com diversos partidos e também não vê problema em se chegar a uma chapa de consenso, contanto que sua candidatura seja preservada e a de Gervásio Maia (PMDB) para o segundo biênio.

O deputado também destacou que na próxima sexta (23) haverá uma nova reunião com deputados garantiu que se eleito vai cumprir a constituição em relação a interrelação com os poderes. “Eles devem ser independentes e harmônicos”, conta e acrescenta alfinetando: “Essa atual gestão descumpriu porque não buscou harmonia com o legislativo”.

Marília Domingues