Gasto com autorização para andar de ‘cinquentinha’ será de até R$ 1,5 mil

cinquentinhaNa Paraíba, a publicação da resolução 002/2015 fará com que os proprietários de cinquentinhas sejam obrigados a desembolsar até R$ 1,5 mil, até o dia 9 de abril, para não serem multados e não terem os veículos apreendidos. Isso porque terão que providenciar o licenciamento dos ciclomotores e a carteira de habilitação (CNH) ou a autorização para conduzir ciclomotor (ACC).

A decisão do Conselho Estadual de Trânsito (Cetran) trouxe alívio e lucro para alguns e preocupação para outros: as autoescolas já estão vislumbrando um aumento de alunos; os donos de lojas de revenda de cinquetinhas temem queda no movimento e alguns até pensam em fechar as portas. Nas ruas, proprietários das motos de 50cc falam em se desfazer dos veículos.

A licença – que inclui placa, seguro Dpvat e taxa de bombeiros – deve totalizar um gasto de R$ 516,56. Com o emplacamento, a falta da ACC não será mais perdoada, ocasionando notificação e recolhimento até que alguém capacitado possa retirá-la.

Para quem ainda não possui e deseja o documento para pilotar o ciclomotor, será necessário o desembolso de mais R$ 800 a R$ 1000, o mesmo valor de uma Carteira Nacional de Habilitação (CNH) da categoria A, para motos, já que os Centros de Formação de Condutores da Paraíba não possuem exames com as 50 cilindradas, de acordo com o Sindicato das Auto Escolas do Estado.

Mesmo com a redução no valor da permissão para retirar a permissão para R$ 40,46, contra os R$ 202,80 de uma moto, os CFCs não pretendem reduzir os valores para a retirada de ACCs, o que totaliza um valor que pode chegar a R$ 1.516,56 para andar conforme a lei em uma cinquentinha.

 

Portal Correio