GOE indicia novos suspeitos por peculato e lavagem

A nova fase da operação Parcela Débito, que investiga um possível esquema de corrupção no Instituto de Previdência do Município de João Pessoa, intimou e ouviu já 50 pessoas. As oitivas estão sendo realizadas pelo Grupo de Operações Especiais da Polícia Civil.

Em contato com o Portal MaisPB, o delegado Allan Murilo Terruel informou que a expectativa é de que pelo menos 160 pessoas ainda sejam ouvidas e, dependendo do depoimento, indiciadas pelos crimes de peculato e lavagem de dinheiro, além dos que já estão sendo indiciados.

“Estamos ouvindo todo tipo de pessoa, mas não podemos divulgar. Temos, por exemplo, funcionários da Assembleia Legislativa e da Câmara de João Pessoa”, declarou.

Operação Parcela Débito 

Uma ação conjunta entre o Grupo de Operações Especiais (GOE) e o Grupo de Atuação Contra o Crime Organizado, deflagrada em 24 de agosto, cumpriu mandados de busca e apreensão, condução coercitiva e de prisão contra suspeitos de fraudarem a folha de pagamento do IPM.

Em setembro, o Tribunal de Justiça da Paraíba homologou a delação premiada de Verônica Guedes, presa durante a Operação.

Wallison Bezerra – MaisPB