Governador muda direção do PB1 quatro meses após fuga em massa

Governador muda direção do PB1 quatro meses após fuga em massa

Penitenciária de Segurança Máxima Romeu Gonçalves de Abrantes, o PB1 — Foto: Walter Paparazzo/G1

O governador da Paraíba, João Azevêdo (PSB), exonerou o diretor da Penitenciária de Segurança Máxima Romeu Gonçalves de Abrantes, o PB1, em João Pessoa, em publicação no Diário Oficial do Estado (DOE) desta sexta-feira (18). Leandro Batista da Silva havia assumido o comando do PB1 em maio de 2018. Para dirigir o PB1, o governador nomeou Leonardo Rodrigo Novaes Santana.

A mudança na direção acontece mais de quatro meses depois do ataque ao presídio, que provocou a fuga de 92 detentos. De acordo com informações da Secretaria de Administração Penitenciária, já foram recapturados 61 detentos que participaram da fuga do PB1 no mês de setembro.

Além da mudança no PB1, também houve troca de comando na Penitenciária de Campina Grande Jurista Agnelo Amorim Filho, conhecida como Presídio do Monte Santo. O então diretor Anselmo Vasconselos Costa foi exonerado e assume o cargo é o ex-diretor do PB1, Leandro Batista da Silva.

Os diretores adjuntos do Presídio do Monte Santo, Adesio Fernandes Lourenço e Tercio Lunardo Macedo também foram exonerados. Para substituição do cargo, o Governo da Paraíba nomeou Kassio Augusto de Araújo e Kleber Araújo Costa.

Também foram exonerados Alessandro Lima da Silva, diretor adjunto da Penitenciária de Segurança Máxima Criminalista Geraldo Beltrão, em João Pessoa, e Jardson Amorim de Souza, diretor adjunto da Penitenciária Padrão Regional de Cajazeiras. Assumem os cargos, respectivamente, Lindeberg Leonardo Moura Carnaúba e Alessandro Lima da Silva.

G1-PB