João Pessoa 11/12/2018

Início » Esporte » Grêmio fala em ‘honra’ e ‘integridade’ da Libertadores em acusação contra o River

Grêmio fala em ‘honra’ e ‘integridade’ da Libertadores em acusação contra o River

Em entrevista coletiva na manhã desta quinta-feira, o presidente Romildo Bolzan Júnior voltou a comentar sobre o duelo do Grêmio contra o River. O mandatário detalhou a acusação do clube junto a Conmebol contra os argentinos.

Acompanhado de advogados, o mandatário explicou que os gaúchos não reclamam de nenhuma decisão tomada pela arbitragem, apesar de os Millionarios terem um gol feito com a mão, apesar do VAR. A contestação fica por parte da participação de Marcelo Gallardo, técnico suspenso, na partida.

“O que está em jogo aqui são valores muito mais profundos que o resultado de campo. O que está em jogo é a integridade do futebol, a moralidade do futebol. É não ser esperto, não ser malandro, não meter um boné na cabeça para não ser reconhecido e transgredir. O que está em jogo é a honra do campeonato, da própria Conmebol”, disse.

Gallardo não só se comunicou, através de um rádio, com seu auxiliar ao longo da partida, como também apareceu no vestiário no intervalo do jogo. O clube enviou um recurso a Conmebol com provas da ida do treinador ao encontro dos atletas.

“O que aconteceu aqui foi a infringência do regulamento do Código Disciplinar da Conmebol. O técnico do River estava suspenso e participou da partida, com a conivência, concordância, planejamento, com tudo patrocinado pelo River Plate. O River tinha time para ganhar de nós. E não precisava de utilizar de todo esse aparato para estabelecer essa disputa conosco”.

O Tricolor pede a perda de pontos da equipe argentina. A Conmebol adota cautela quanto a decisão, que até o momento seria entre Boca e River. Ao anunciar as datas para a final, ressaltou: “Boca Juniors e River Plate se enfrentarão em uma histórica final de Libertadores (sujeito a decisão da Unidade Disciplinária respeito a acusação do Grêmio”.

O Gol