João Pessoa 20/03/2019

Início » Destaque » GREVE E LIXO: Democrata questiona prefeito e vereadores sobre para onde está indo o dinheiro de Bayeux

GREVE E LIXO: Democrata questiona prefeito e vereadores sobre para onde está indo o dinheiro de Bayeux

“Berg já está em seu terceiro mês de gestão administrando quase R$ 50 milhões que entraram nesse período na prefeitura e a cidade está tomada de lixo", questiona Micena.

Para Leo, o prefeito não dá satisfação ao povo e os vereadores se calam e não cumprem seu papel de fiscalizar avalizando o caos administrativo da cidade e virando as costas para a população que todos os dias pede socorro. (Foto: Divulgação/Whatsapp)

O presidente do DEM de Bayeux, Leo Micena, fez um questionamento nesta terça-feira (12) ao prefeito Berg Lima, que administra o município com uma liminar, e o grupo de vereadores que lhe dá apoio e o livrou da cassação, entre eles o atual presidente da Câmara Municipal, sobre onde foram aplicados os R$ 15 milhões que o vereador e ex-prefeito Noquinha disse ter deixado nos cofres do município quando deixou a administração em dezembro de 2018.

“Berg já está em seu terceiro mês de gestão administrando quase R$ 50 milhões que entraram nesse período na prefeitura e a cidade está tomada de lixo, os servidores em greve com salários atrasados e alunos sem aula. Para onde está indo essa dinheirama?”, questiona Micena.

Para Leo, o prefeito não dá satisfação ao povo e os vereadores se calam e não cumprem seu papel de fiscalizar avalizando o caos administrativo da cidade e virando as costas para a população que todos os dias pede socorro.

“Lamentavelmente os vereadores trocam o compromisso de lutar por uma cidade melhor para 100 mil pessoas por indicar alguns amigos e parentes para trabalharem no governo corrupto do prefeito ex-presidiário. Uma omissão e negligência com a cidade”, sentenciou.

ClickPB