GTE prende homem com 19 mandados de prisão expedidos pelo Estado de São Paulo

116560,362,80,0,0,362,271,0,0,0,0O Grupo Tático Especial da Polícia Civil prendeu nesta sexta-feira (12) Gaudêncio Franca da Silva, 49 anos. Ele é acusado de vários assaltos e tentativa de homicídio. Após pesquisa com o nome do preso, a polícia descobriu que existem 19 mandados de prisão decretados contra ele, todos expedidos por comarcas no Estado de São Paulo.

Entre outros crimes, na ficha de Gaudêncio conta que em 2010 ele tentou assassinar um agente penitenciário na cidade de Uiraúna.

A prisão aconteceu no centro da cidade de Sousa, Sertão paraibano, e encaminhado para a Colônia Penal Agrícola da cidade.

Quadrilha

A Delegacia de Homicídios e o Grupo Tático Especial da Polícia Civil desarticulou uma quadrilha envolvida diretamente com crimes de homicídios, na cidade de Patos/PB. As investigações se iniciaram após a tentativa de homicídio contra Yanka Gisele de Sousa Abel e de Fabricia Aguiar Gomes Pequena, ambas alvejadas com tiros. O crime ocorreu no dia 21 de março.

Durante as investigações, a Polícia Civil identificou que as ordens para executar as vítimas teriam partido de João Batista Moraes dos Santos – João Doido -, preso por tráfico de drogas na cidade de Patos e recolhido na unidade Prisional Romero Nóbrega. As ordens eram cumpridas pela esposa do detento, Ivanira Pereira do Nascimento – Nirinha -, que distribuia armas de fogo e repassando o nome dos alvos.

Foram presos Ivanira Pereira do Nascimento, Claudemir Khalil, Jerônimo Rodrigues, João Batista Morais dos Santos e Thayes Ferreira Neves. Com relação a Khalil, conhecido por ‘Priquitinho’, já havia mais de três mandados de prisão contra ele, acusado de ser o atirados das duas jovens.

Com a quadrilha, a Polícia apreendeu dois revólveres calibre 38 com numeração raspada e 43 munições, do mesmo calibre.

Folha do Sertão