Guerra dos ingressos: Flamengo discute esvaziamento do Carioca - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

Guerra dos ingressos: Flamengo discute esvaziamento do Carioca

flamengo discutiJogadores do Flamengo desembarcam no Rio na manhã desta segunda-feira, após três semanas de pré-temporada

A ‘guerra dos ingressos’ ameaça deixar os bastidores e influenciar na escalação do Flamengo no início do Campeonato Carioca. Contrário à promoção nos preços, com meia-entrada estendida a todos os torcedores durante toda a fase classificatória (Taça Guanabara), o clube da Gávea discute a possibilidade de represálias à Federação de Futebol do Rio (Ferj) com um esvaziamento do torneio, seja através do uso de um time misto contra os pequenos ou a transferência de jogos do Maracanã para estádios menores.

A estreia do Flamengo será no Moacyrzão, neste sábado, às 19h30, contra o Macaé, mas neste caso o mando de campo é do time do Norte Fluminense. Na quarta-feira seguinte, o time rubro-negro tem seu primeiro jogo marcado para o Maracanã, contra o Barra Mansa.

Flamengo e Fluminense, com apoio da concessionária que administra o Maracanã, estão lutando contra a promoção, decidida pela maioria dos clubes na reunião do Conselho Arbitral do Carioca, semana passada. O presidente da Ferj, Rubens Lopes, criticou a posição dos dois clubes e admitiu recentemente a possibilidade de não haver jogos da dupla Fla-Flu no Maracanã no Carioca.

Na tarde desta segunda-feira, haverá uma reunião do Conselho Diretor do Flamengo (formado pelos vice-presidentes do clube) para decidir qual posição adotar sobre a polêmica dos ingressos. Depois de três semanas de pré-temporada, o técnico Vanderlei Luxemburgo já tem o time pronto para a estreia. Mesmo que a direção opte por esvaziar o Carioca, ainda não se sabe se o treinador estaria disposto a sacrificar a preparação da equipe neste início de temporada por conta da guerra política.

Luxemburgo não conversou com a imprensa na chegada da delegação rubro-negra ao Rio, pela manhã. Já o presidente Eduardo Bandeira de Mello foi evasivo sobre o assunto.

– Não ouvi nada sobre isso (time misto). Estamos montando uma equipe forte para disputar o Cariocas, mas também não queremos jogar para ter prejuízo – declarou.

O Globo