Guia da Copa América: vice-campeã mundial, Argentina entra como favorita

carrossel-guia-da-copa-americaQuem tem a melhor seleção da Copa América? Quem deve ser o saco de pancadas? Qual jogador chega em melhores condições? E aquela promessa que pode despontar na competição mais importante do continente? O GloboEsporte.com preparou um guia para o internauta acompanhar a disputa no Chile e também criou um ranking para apontar quem tem mais chances de levar a taça.

Para isso, levamos em consideração seis fatores: elenco, grupo, momento, tradição, torcida e desgaste. Cada um tem um peso, e haverá uma avaliação de uma a cinco estrelas (exemplo: se a seleção ganhar 5 para elenco, com peso 3, ficará com 15). A soma apontou a Argentina, atual vice-campeã mundial, como favorita, com 47 pontos. Em seguida, aparecem Brasil (40), Chile (39), Colômbia (38), Uruguai (37), Equador (27), México (26), Venezuela (26), Paraguai (23), Peru (20), Jamaica (20) e Bolívia (15).

A competição começa nesta quinta-feira com o duelo entre Chile e Equador, às 20h30 (de Brasília), com transmissão ao vivo do SporTV e acompanhamento em Tempo Real no GloboEsporte.com. Confira abaixo a avaliação, craques, técnicos e possíveis surpresas das 12 equipes.

INFO - COpa AMérica Guia 01 (Foto: Editoria de Arte)
INFO - COpa AMérica Guia 02 (Foto: Editoria de Arte)

grupo a

Header Matéria Copa América Chile (Foto: Editoria de Arte)
INFO - guia copa américa - Chile 01 (Foto: Editoria de Arte)
INFO - guia copa américa - Chile 02 (Foto: Editoria de Arte)

CRAQUE
Alexis Sánchez
Sem espaço no Barcelona com a chegada de Neymar, Alexis saiu da zona de conforto e aceitou o desafio de se transferir para a Premier League após a Copa do Mundo. Um ano depois, o atacante tem a certeza da escolha certa. No Arsenal, foi protagonista, artilheiro e campeão. Em 52 jogos, foram 25 gols, que elevaram sua confiança para Copa América.

Alexis Sanchez - Chile - Copa América (Foto: EFE)
(Foto: EFE)

TÉCNICO
Jorge Sampaoli

Discípulo de Marcelo Bielsa, Jorge Sampaoli é uma estrela no Chile. Campeão com “La U”, o treinador comanda a seleção desde 2012 e constantemente sofre assédio do futebol internacional, inclusive clubes brasileiros. Adepto de estilo de jogo pautado na troca de passes, sem chutões, o argentino demonstra também preocupação com a parte psicológica, para que seu time não sofra a pressão de jogar em casa.

Jorge Sampaoli - Chile - Copa América (Foto: Reuters)
(Foto: Reuters)

FIQUE DE OLHO
Arturo Vidal

Primeiro chileno a disputar uma final de Champions League, Vidal divide com Sánchez o protagonismo na seleção e tem papel fundamental no esquema de Jorge Sampaoli. Assim como no Juventus, quase todas as jogadas passam por seus pés, além de ser responsável pela bola parada. Depois de jogar o Mundial sem estar em plenas condições físicas, o meia sabe de sua importância na luta pelo título em casa.

Vidal - Chile - Copa América (Foto: EFE)
(Foto: EFE)
Header Matéria Copa América Equador (Foto: Editoria de Arte)
INFO - guia copa américa - Equador 01 (Foto: Editoria de Arte)
INFO - guia copa américa - Equador 02 (Foto: Editoria de Arte)

 

CRAQUE
Enner Valencia

Autor de três gols na Copa do Mundo do ano passado, Enner Valencia chega ao Chile como grande estrela equatoriana. Presente em 25 jogos da última Premier League, marcou quatro gols pelo West Ham e assume o protagonismo com as ausências de Valencia e Caicedo. O atacante de 25 anos é a grande esperança do time de Gustavo Quinteros.

Enner Valencia gol Equador x Honturas (Foto: Getty Images)
(Foto: Getty Images)

TÉCNICO
Gustavo Quinteros

Técnico da Bolívia na Copa América da Argentina, Gustavo Quinteros chegou ao comando do Equador pelo trabalho realizar no Emelec. Aos 50 anos, o argentino foi bicampeão nacional e assumiu a seleção neste ano. Em entrevistas, costuma falar que o Milan de Arrigo Sacchi, bicampeão da Champions no fim dos anos 80, é sua grande inspiração.

Gustavo Quinteros técnico Equador Copa América (Foto: EFE)
(Foto: EFE)

FIQUE DE OLHO
Miler Bolaños
Companheiro de ataque de Enner Valencia, Miler Bolaños desembarca no Chile embalado pela excelente participação na Libertadores. Com seis gols, o jogador de 25 anos foi o grande responsável pela boa campanha do Emelec, que foi eliminado pelo Tigres nas quartas de final. Revelado pela LDU, de Quito, foi um dos grandes nomes do bicampeonato nacional do time de Guayaquil, em 2014.

MIller Bolaños Equador (Foto: EFE)
(Foto: EFE)
Header Matéria Copa América México 690 (Foto: infoesporte)
INFO - guia copa américa - México 01 (Foto: infoesporte)
INFO - guia copa américa - México 02 (Foto: infoesporte)

CRAQUE
Raúl Jiménez
Promessa do América do México, onde marcou 38 gols em pouco mais de três temporadas, Raúl Jiménez foi negociado com o Atlético de Madrid e decepcionou. Em 28 jogos sob o comando de Diego Simeone, balançou as redes somente uma vez. Aos 24 anos, ainda é visto como promessa mexicana e tem a chance de dar a volta por cima com a equipe nacional.

Raul Jimenez - México - Copa América (Foto: Reuters)
(Foto: Reuters)

TÉCNICO
Miguel Herrera

Contratado como interino em uma seleção que corria risco de ficar fora da Copa do Brasil, Miguel Herrera garantiu a classificação diante da Nova Zelândia, na repescagem, e foi mantido no cargo para o Mundial. A vaga nas oitavas de final, quando foi eliminado pela Holanda, foi vista como um bom resultado, e o folclórico treinador teve tempo e autonomia para definir os rumos das preparações para as Copas América e Ouro.

Miguel Herrera - técnico México - Copa América (Foto: Reuters)
(Foto: Reuters)

FIQUE DE OLHO
Luis Montes

Uma das grandes apostas de Miguel Herrera para Copa do Mundo, Luis Montes viu uma fratura na perna direita, já na fase de preparação, acabar com seu sonho. Na ocasião, o meia era o cérebro do León bicampeão nacional e que tinha eliminado o Flamengo da Libertadores. Um ano depois, o jogador, de 29 anos, tem a chance de recuperar seu espaço no time nacional.

Luis Montes jogo México e Nigéria amistoso (Foto: Reuters)
(Foto: Reuters)
Header Matéria Copa América Bolivia (Foto: Editoria de Arte)
INFO - guia copa américa - Bolívia 01 (Foto: Editoria de Arte)
INFO - guia copa américa - Bolívia 02 (Foto: Editoria de Arte)

CRAQUE
Marcelo Moreno

Campeão brasileiro com o Cruzeiro no ano passado, Marcelo Moreno segue sendo o principal nome da Bolívia. Centroavante e até capitão em muitas oportunidades, o atacante defende atualmente o Changchun Yatai e já marcou quatro gols na Superliga Chinesa. Pelo seu país, busca uma participação melhor do que na Copa América da Argentina, quando esteve em campo três vezes e não balançou as redes.

Marcelo Moreno - Bolívia - Copa América (Foto: Reuters)
(Foto: Reuters)

TÉCNICO
Maurício Soria

Em janeiro de 2015, o treinador assumiu a equipe com a missão de fazer uma campanha digna na Copa América depois de mais uma participação vexatória nas eliminatórias para Copa de 2014. Ex-goleiro, Soria tem a carreira toda desenvolvida na Bolívia e dirigiu Jorge Wilstermann, Real Potosí, The Strongest e Blooming antes de ser chamado para seleção.

Mauricio Soria - técnico Bolívia - Copa América (Foto: Reuters)
(Foto: Reuters)

FIQUE DE OLHO
Alejandro Chumacero

Apresentado como reforço do Sport, em 2013, como o Schweinsteiger boliviano, Chumacero é um dos principais jogadores de seu país e chama a atenção pela dinâmica no meio-campo. O jogador de 24 anos tem bom poder de marcação e qualidade no passe. Em 2015, fez uma boa fase de grupos pelo The Strongest na Libertadores, se destacando na vitória sobre o Inter, em La Paz.

Chumacero - Bolívia - Copa América (Foto: EFE)
(Foto: EFE)

grupo b

Header Matéria Copa América Argentina (Foto: Editoria de Arte)
INFO - guia copa américa - Argentina 01 (Foto: Editoria de Arte)
INFO - guia copa américa - Argentina 02 (Foto: Editoria de Arte)

CRAQUE
Lionel Messi

Pode ser difícil de acreditar, mas é verdade: o Lionel Messi que chega ao Chile para Copa América talvez esteja jogando mais do que nunca. Quatro vezes o melhor jogador do mundo, o argentino não tem medido esforços para recuperar o posto que perdeu para Cristiano Ronaldo nos últimos dois anos e vem de uma temporada irretocável com a camisa do Barcelona. Como definiu Javier Mascherano em entrevista recente: “Sob o comando de Luis Enrique, Messi se transformou em um jogador total”. E isso é motivo de sobra para encher os argentinos de confiança na conquista de um título que não acontece desde 1993.

Lionel Messi - Argetntina - Copa América (Foto: Reuters)
(Foto: Reuters)

TÉCNICO
Gerardo Martino

Rosário tem mais um representante na seleção. Gerardo “Tata” Martino vem da mesma cidade de Messi e trabalha para ter na Argentina o sucesso que faltou no Barcelona. Apadrinhado pelo maior craque, ganhou apenas a modesta Supercopa em uma temporada na Catalunha, deu lugar a Luis Enrique, mas logo foi abraçado pela AFA. Com 14 dos 23 vice-campeões mundiais convocados, trabalha para fazer o que Sabella não conseguiu: ser campeão. O jejum dos hermanos já dura 22 anos.

Gerardo Martino - Argentina (Foto: EFE)
(Foto: EFE)

FIQUE DE OLHO
Carlos Tévez

Se há um jogador capaz de dividir os holofotes da seleção argentina com Messi, não há dúvidas de que é Carlitos Tévez. Ignora por Sabella na Copa do Mundo, o Apache recebeu uma nova oportunidade com Tata Martino e tem a chance de, enfim, justificar tamanho carinho que recebe em seu país. Com 64 partidas e 13 gols marcados, nunca foi campeão pela equipe principal. A redenção pode acontecer justamente na competição que marcou a maior frustração. Foi o pênalti perdido diante do Uruguai, na Copa América em casa, em 2011, que deu início ao período de três anos distante da seleção.

Tevez - Argentina - Copa América (Foto: Reuters)
(Foto: Reuters)
Header Matéria Copa América Paraguai (Foto: Editoria de Arte)
INFO - guia copa américa - Paraguai 01 (Foto: Editoria de Arte)
INFO - guia copa américa - Paraguai 02 (Foto: Editoria de Arte)

CRAQUE
Lucas Barrios

Na mira de clubes brasileiros, Lucas Barrios é a grande esperança de gols do Paraguai. Aos 30 anos, o atacante não demonstra mais o futebol de destaque que o levou a ser um dos protagonistas dos títulos da Bundesliga e da Copa da Alemanha, pelo Borussia Dortmund, em 2012, mas balançou as redes 12 vezes com a camisa do Montpellier na última temporada francesa. Divide as atenções no ataque com veteranos, como Roque Santa Cruz e Nelson Valdez.

Lucas Barrios - Paraguai - Copa América (Foto: Reuters)
(Foto: Reuters)

TÉCNICO
Ramón Díaz

Supercampeão no futebol argentino, Ramón Díaz foi a opção da Federação Paraguaia de Futebol para mudar o rumo do processo de renovação da seleção. Depois de anos de sucesso com o também argentino Tata Martino, a equipe Guaraní sequer conseguiu se classificar para o Mundial no Brasil. Campeão da Libertadores de 1996 e de sete troféus nacionais na Argentina, o ex-treinador do River tem muita experiência e comanda uma seleção pela primeira vez na carreira. O início, porém, não foi dos mais empolgantes: um empate e uma derrota em amistosos.

Ramon Diaz - Paraguai - Copa América (Foto: Reuters)
(Foto: Reuters)

FIQUE DE OLHO
Óscar Romero

Irmão do atacante corintiano Angel Romero – que não foi convocado -, Óscar é uma das revelações do futebol paraguaio. O meia chamou a atenção por conta de boas atuações com a camisa do Cerro Porteño nas temporadas 2013 e 2014, até que foi negociado com os argentinos do Racing. Em Avellaneda, as oportunidades diminuíram: foram sete jogos e um gol em 2015. Ainda assim, o jovem é visto com muita esperança por seus compatriotas.

Oscar Romero - Paraguai - Copa América (Foto: EFE)
(Foto: EFE)
Header Matéria Copa América Uruguai (Foto: Editoria de Arte)
INFO - guia copa américa - Uruguai 01 (Foto: Editoria de Arte)
INFO - guia copa américa - Uruguai 02 (Foto: Editoria de Arte)

CRAQUE
Edinson Cavani

Um dos principais jogadores da equipe desde 2010, mas sempre à sombra de nomes como Forlán e Suárez, Cavani tem pela frente o maior desafio com a camisa de seu país. Com a suspensão do centroavante do Barcelona, assume o protagonismo absoluto, e a chance não poderia surgir em melhor época. Com 31 gols, o uruguaio superou Ibrahimovic e foi o artilheiro do PSG na temporada em que o clube francês levantou quatro troféus. Confiança não pode faltar.

Cavani comemora gol contra a Guatemala (Foto: EFE/Hugo Ortuño)(Foto: EFE)

TÉCNICO
Óscar Tabárez

Desde 2006 no comando da seleção, Óscar Tabárez é um dos grandes responsáveis pela recuperação do prestígio do futebol uruguaio. Comandante do país em três Copas do Mundo, chega ao Chile com a moral de atual campeão e foi mantido no cargo mesmo diante da necessidade evidente de renovação do elenco. Por clubes, foi campeão da Libertadores de 1987 com o Peñarol.

Oscar Tabárez em coletiva (Foto: Reuters)(Foto: Reuters)

FIQUE DE OLHO
Giorgian de Arrascaeta

Aos 21 anos, o jogador do Cruzeiro é uma das principais revelações do futebol uruguaio. Meia habilidoso, se destacou com a camisa do modesto Defensor Sporting em 2014 e conquistou a confiança de Óscar Tabárez. No Brasil, entretanto, parece ter sentido o peso da camisa de um grande do continente e tem oscilado bastante. Apesar de ir bem em clássicos contra o Galo, decepcionou diante do River nas quartas de final da Libertadores. A Copa América será um grande desafio.

Arrascaeta - Uruguai - Copa América (Foto: AFP)(Foto: AFP)
Header Matéria Copa América Jamaica (Foto: Editoria de Arte)

 

INFO - guia copa américa - Jamaica 01 (Foto: Editoria de Arte)
INFO - guia copa américa - Jamaica 02 (Foto: Editoria de Arte)

CRAQUE
Darren Mattocks

Autor de oito gols em 21 partidas pela seleção, o atacante do Vancouver Whitecaps é o jogador mais perigoso dos Reggae Boys. No clube canadense, marcou seis gols na última edição da MLS e já contabiliza três na temporada atual.

Darren Mattocks jogo Jamaica x Suíça amistoso (Foto: AFP)(Foto: AFP)

TÉCNICO
Winfried Schäfer

O alemão Winfried Schäfer assumiu a seleção jamaicana em 2013 com a missão de levá-la ao Mundial do Brasil, mas não conseguiu repetir o feito de René Simões, em 1998. A volta por cima veio com o título da Copa do Caribe. Aos 65, ele já comandou também a Tailândia e foi campeão da Copa da África por Camarões, em 2002.

Winfried Schäfer - Jamaica - Copa América (Foto: AFP)(Foto: AFP)

FIQUE DE OLHO
Michael Hector

Nascido em Londres e naturalizado jamaicano, o zagueiro é um dos três convocados pelos Reggae Boys que defendem o Reading, na segunda divisão inglesa. Na última temporada, foram 40 aparições e três gols marcados, que fizeram com que a imprensa especulasse um interesse do gigante Arsenal.

Michael Hector - Jamaica - Reading - Copa América (Foto: AFP)(Foto: AFP)

grupo c

Header Matéria Copa América Brasil (Foto: infoesporte)
INFO - COpa AMérica Brasil 01 (Foto: Editoria de Arte)
Info - guia copa america - Brasil 03 (Foto: globoesporte.com)

CRAQUE
Neymar

O atacante vai chegar ao torneio continental com status de artilheiro da Liga dos Campeões. O jogador fez ótima temporada no Barcelona e é a principal estrela da equipe comandada por Dunga. Em oito partidas sob a batuta do treinador, ele marcou oito gols e deu duas assistências.

Neymar - Brasil - Copa América (Foto: AFP)(Foto: AFP)

TÉCNICO
Dunga

O capitão do tetra voltou à Seleção após a Copa do Mundo com a missão de renovar o time nacional após o fiasco no torneio de 2014. O treinador comandou a equipe em nove partidas desde o seu retorno e venceu as nove. O Brasil sofreu apenas dois gols nesse período. O técnico costuma abraçar os seus comandados e tenta blindar o elenco na maior parte das vezes. Em sua primeira passagem, ele adotou o esquema de contra-ataques. Agora, a postura é de manter a posse de bola e aproveitar a qualidade técnica dos atletas.

Dunga - treino seleção Arena Palmeiras (Foto: Marcos Ribolli)(Foto: Marcos Ribolli)

FIQUE DE OLHO
Willian

No último amistoso da Seleção, no domingo, Willian chamou a responsabilidade e levou o time ao ataque. Não marcou, mas foi importante no triunfo por 2 a 0. Ganhou a confiança de Dunga desde que o comandante assumiu a seleção brasileira, após a Copa. Na atual temporada, o jogador foi um dos destaques do Chelsea na conquista da Premier League.

Willian treino da seleção (Foto: Mowa)(Foto: Mowa)
Header Matéria Copa América Colombia (Foto: Editoria de Arte)
INFO - guia copa américa - Colômbia 01 (Foto: Editoria de Arte)
INFO - guia copa américa - Colômbia 02 (Foto: Editoria de Arte)

CRAQUE
James Rodríguez

O artilheiro da Copa do Mundo demonstrou na última temporada que o brilho no Brasil não foi obra do acaso. Contratado a peso de ouro pelo Real Madrid, não sentiu a pressão de atuar com a camisa merengue e foi teve desempenho destacado, apesar do time de Cristiano Ronaldo não ter conquistado nenhum grande título. Foram 17 gols em 46 jogos, o que garante ao jovem de 23 anos o posto de principal nome de seu país na atualidade.

James Rodríguez - Colômbia - Copa América (Foto: EFE)(Foto: EFE)

TÉCNICO
José Pekerman

Tricampeão mundial sub-20, José Pekerman foi um dos grandes reveladores de talentos da Argentina nas últimas décadas. Comandante da seleção do país também na Copa de 2006, na Alemanha, ele assumiu a Colômbia em 2012 e tem o mérito de extrair o máximo todo potencial de uma geração muito talentosa. Por outro lado, aos 65 anos, ainda busca o primeiro título entre os profissionais.

Jose Pekerman - Colômbia - Copa América (Foto: EFE)
(Foto: EFE)

FIQUE DE OLHO
Carlos Bacca

Se não tem a mesma grita de James e Falcao Garcia, Carlos Bacca mostrou nas últimas duas temporadas pelo Sevilla o seu poder de decisão. Herói do título do clube espanhol na Liga Europa, com dois gols na decisão contra o Dnipro, da Ucrânia, o atacante balançou a rede 27 vezes na última temporada. Entre jogadores que atuam na Espanha, somente Messi, Cristiano Ronaldo e Neymar fizeram mais do que ele.

Bacca - Colômbia - Copa América (Foto: Reuters)(Foto: Reuters)
Header Matéria Copa América Peru (Foto: infoesporte)
INFO - COpa AMérica PEru01 (Foto: Editoria de Arte)
INFO - COpa AMérica PEru02 (Foto: Editoria de Arte)

CRAQUE
Paolo Guerrero
Recém-contratado pelo Flamengo, Guerrero é, com sobras, o principal jogador do Peru. Popstar em seu país, marcou cinco gols na campanha de 2011 e foi determinante para o inesperado terceiro lugar. No Chile, precisa mostrar que está recuperado de uma torção no tornozelo sofrida uma semana antes da estreia diante do Brasil.

Paolo Guerrero - Peru (Foto: EFE)(Foto: EFE)

TÉCNICO
Ricardo Gareca

Depois da passagem frustrada pelo futebol brasileiro, quando comandou o Palmeiras em somente 13 partidas e teve 33% de aproveitamento, Ricardo Gareca assumiu o Peru e não convenceu ainda. Em dois jogos, a seleção tem uma derrota e um empate. A Copa América é o momento de mostrar evolução.

Gareca - Peru - Copa América (Foto: Reuters)(Foto: Reuters)

FIQUE DE OLHO
Cláudio Pizarro

Com 36 anos, o atacante do Bayern de Munique consegue se manter na seleção mesmo sem atuar tanto por seu clube. Maior artilheiro estrangeiro da Bundesliga, Pizarro marcou apenas um gol na última temporada, em 17 partidas. Em um elenco tão frágil, no entanto, sua experiência pode ser determinante para as pretensões peruanas.

Claudio Pizarro - Peru - Copa América (Foto: EFE)(Foto: EFE)
Header Matéria Copa América Venezuela (Foto: infoesporte)
INFO - COpa AMérica Venezuela 01 (Foto: Editoria de Arte)
INFO - COpa AMérica Venezuela 02 (Foto: Editoria de Arte)

CRAQUE
Salomón Rondón

Destaque já na participação nas semifinais em 2011, na Argentina, Salomón Rondón chega ao Chile após sua melhor temporada na Europa. Há oito anos no Velho Continente, marcou 20 gols em 44 partidas com a camisa do Zenit e foi o fiel escudeiro de Hulk no time de André Villas-Boas, campeão russo.

Jose Salomon Rondon, Paraguai x Venezuela (Foto: Agência Reuters)(Foto: Reuters)

TÉCNICO
Noel Sanvicente

Ex-jogador, Sanvicente disputou a Copa América de 1989, no Brasil, mas foi como treinador que alcançou o estrelato em seu país. Com sete títulos, é quem mais venceu a liga local – sem contar a Copa que levantou com o Caracas. Comanda a seleção desde julho de 2014.

Noel Sanvicente Venezuela (Foto: Divulgação)(Foto: Divulgação)

FIQUE DE OLHO
Juan Arango

O experiente meio-campista, de 35 anos, foi um dos primeiros venezuelanos a ter carreira de destaque na Europa. Com passagens por Espanha e Alemanha, ficou uma década no futebol do continente e se transferiu na última temporada para o Tijuana, do México, onde já tinha defendido o Pachuca, Puebla e Monterrey. É a cabeça pensante do time.

Juan Arango - Venezuela (Foto: AFP)
Globo Esporte