Homem saudita abandona noiva após pai pedir para ela dirigir

Um homem na Arábia Saudita abandonou a noiva no dia do casamento, após o pai da moça insistir que o futuro marido permitisse que a mulher pudesse dirigir. Segundo o site Al Bawaba, o noivo havia aceitado um dote de 10.000 dólares (cerca de 32.000 reais) e um acordo que permitiria à esposa que continuasse trabalhando após a união.

O último pedido do sogro, feito no dia da cerimônia, irritou o noivo que deixou o local, mas pediu que o jantar fosse servido aos familiares presentes.

A Arábia Saudita anunciou em setembro que vai permitir que as mulheres dirijam no país pela primeira vez, a partir de junho do ano que vem. A nação muçulmana é a única no mundo a impedir que mulheres conduzam seus carros, fazendo com que elas dependam de um motorista particular ou um familiar homem que as ajude em seus deslocamentos.

A nova medida faz parte das reformas promovidas pelo rei Salman bin Abdelaziz desde sua chegada ao trono, em 2015, que proporcionaram pequenas melhorias para a vida das mulheres sauditas. Contudo, as mudanças ainda encontram muitos opositores no caminho.

Logo após a liberação ser anunciada, o assunto mais comentado no Twitter na Arábia Saudita foi “As mulheres da minha casa não vão dirigir” e “O povo rejeita mulheres dirigindo”. Segundo o The New York Times, as frases foram tuitadas na rede 335.000 vezes contra 33.000 em apoio ao rei. A agência de notícias France-Press chegou a entrevistar homens que prometeram se opor à lei na prática. “Na minha casa não são as mulheres que tomam as decisões”, disse um entrevistado. “Vou incendiar o carro e ela”, diz um opositor em vídeo nas redes sociais. Problemas como a permissão de homens da família e o acesso a um veículo são barreiras que ainda serão enfrentados pelas mulheres da sociedade saudita.

Veja