Hospital de Trauma de Campina Grande já realiza cirurgias de videolaparoscopia

O Hospital de Emergência e Trauma de Campina Grande iniciou mais uma etapa da modernização de procedimentos, introduzindo as cirurgias de videolaparoscopia.

Esse procedimento é realizado com a introdução de uma microcâmera no abdome do paciente, e as imagens são projetadas em uma tela de LCD, permitindo que o médico visualize os órgãos com mais precisão.

Por isso são cirurgias mais seguras e mais rápidas, com menor cicatriz cirúrgica e recuperação mais rápida do paciente.

Para o diretor técnico da unidade de saúde, Flawber Cruz, a realização destas cirurgias no Trauma de Campina Grande consistem em investimento na qualificação profissional em prol do doente, tornando os procedimentos cirúrgicos mais seguros.

“A videolaparoscopia consiste em cirurgia moderna, realizada em grandes hospitais privados, e desde outubro está disponível aos pacientes do SUS de Campina Grande e região, no Trauma”, disse Flawber.

De acordo com o diretor geral do hospital, Geraldo Medeiros, com a implantação da cirurgia por videolaparoscopia será possível atender uma demanda maior de pessoas. “O paciente terá um período de internação curto, permanecendo de um a dois dias na unidade hospitalar e isso será um fator que diminuirá a superlotação no Trauma de Campina Grande”, destacou.

Mais de 80 mil pessoas já foram atendidas neste ano no Hospital de Emergência e Trauma Dom Luiz Gonzaga Fernandes. A unidade hospitalar atende cerca de 300 pacientes diariamente.

O Trauma-CG é referência em traumatologia para 203 municípios da Paraíba, além de algumas cidades do Rio Grande do Norte e Pernambuco. O Governo do Estado investe mensalmente cerca R$ 7 milhões para a manutenção do hospital.

Asssessoria

Imagem inline 2