Huawei pausa a produção de smartphones após ser incluída em lista negra dos EUA

Huawei pausa a produção de smartphones após ser incluída em lista negra dos EUA

A gigante chinesa Huawei interrompeu a produção de seus smartphones para superar as suspensões ao acesso de tecnologia do Google e Microsoft, bem como grandes fabricantes de semicondutores, como Intel, Qualcomm, Xilinx e Broadcom. A informação é do South China Morning Post.

De acordo com o jornal, a proibição dos Estados Unidos à transferência de tecnologia para a empresa asiática impediu a Huawei de adquirir suprimentos cruciais para as vendas internacionais, incluindo os chips da Intel e o sistema Android do Google.

Logo Huawei

A recente decisão dos EUA fez com que a Huawei reavaliasse suas ambições na área internacional de smartphones. O plano inicial da empresa era se tornar a maior fabricante deste dispositivo até 2020.

“Ainda é cedo para dizer se somos capazes de atingir a meta”, disse Zhao Ming, presidente de uma das marcas de smartphones da Huawei.

Em 15 de maio, Trump emitiu uma ordem executiva, essencialmente proibindo a Huawei de entrar no mercado norte-americano por supostamente representar um risco à segurança nacional. A Huawei enfrenta alegações de ligação com o governo chinês e é acusada de espionar dispositivos e redes por ordem de Pequim.

Embora tanto a Huawei quanto o governo chinês tenham negado firmemente essas alegações, a Austrália, o Japão, a Nova Zelândia e os Estados Unidos proibiram a Huawei de participar de licitações em 2018.

Sputnik