João Pessoa 12/12/2018

Início » Mundo » Impasse no Brexit penaliza libra, enquanto dólar não apresenta direção única

Impasse no Brexit penaliza libra, enquanto dólar não apresenta direção única

A libra esterlina apresentou perdas generalizadas nesta quinta-feira, 15, à medida que o impasse em torno das negociações para a saída do Reino Unido da União Europeia (Brexit) dominou os negócios no mercado de câmbio. O dólar, por sua vez, apresentou sinais mistos e não mostrou tendência definida, com os agentes atentos a comentários do presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), Jerome Powell.

Próximo ao horário de fechamento das bolsas em Nova York, a libra cedia para US$ 1,2780 (-1,91%), enquanto o euro saltava para 0,8871 libra (+1,99%). Já o dólar operava estável a 113,55 ienes, enquanto o euro subia para US$ 1,1335.

Os mercados foram surpreendidos logo no início do dia pelo pedido de demissão do secretário do Reino Unido para o Brexit, Dominic Raab, que fez críticas ao acordo alcançado entre a União Europeia e os britânicos para o divórcio. A carta de demissão de Raab dez referência a duas preocupações com o acordo: a ameaça à integridade do Reino Unido, com a proposta envolvendo a fronteira entre a Irlanda do Norte e a República da Irlanda, e a União Europeia ter poder de veto sobre essa questão.

A renúncia de Raab foi seguida pela saída de outros ministros, o que assustou ainda mais os agentes do mercado. “Os investidores podem exigir maiores prêmios de risco dos ativos britânicos, o que significaria uma libra mais fraca”, afirmaram analistas do ING em nota a clientes.

O analista-chefe de mercados da AxiTrader, James Hughes, afirmou que suas posições em libra-dólar e em euro-libra caíram pela metade nas últimas 24 horas, “porque fica mais difícil saber o que acontece a seguir”. Ele afirmou que os operadores de curto prazo estão olhando para os grandes movimentos e montá-los para ganhos menores a curto prazo. Além disso, Hughes apontou que haverá alguns traders prontos para assumir grandes riscos, mas estes poderão ser os únicos dispostos a negociar a libra, que se tornou “um barômetro da habilidade de Theresa May de se manter no cargo”.

Nos Estados Unidos, comentários de Jerome Powell foram refletidos no dólar. O presidente do Fed disse estar “feliz” com o estado da economia americana, mas comentou que está monitorando de perto a desaceleração da economia global e afirmou que esse aspecto pode ter influência na economia americana.

Istoé