Inaugurado prédio próprio do MPF em Campina Grande - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

Inaugurado prédio próprio do MPF em Campina Grande

ministério público inauguraçãoFoi inaugurada na última terça-feira, 3 de junho, a sede própria do Ministério Público Federal (MPF) em Campina Grande (PB). A solenidade foi prestigiada por autoridades, servidores, representantes de entidades, família do servidor homenageado, imprensa e sociedade. O prédio traz o nome de Francisco de Assis Almeida Silva, em reconhecimento ao servidor que dedicou vários anos de serviço ao órgão.
Na ocasião, o procurador-chefe Rodolfo Alves Silva destacou que a nova estrutura qualifica, ainda mais, o trabalho desenvolvido pelo MPF. “É uma sede moderna que oferece melhores condições de atendimento aos cidadãos. É um prédio desenhado para atender todas necessidades dos procuradores, servidores, estagiários e terceirizados. Quem ganha é a sociedade paraibana que será muito bem acolhida na nova sede. Foram mais de duas décadas de espera por um prédio próprio”, enfatizou.
Já a procuradora da República Acácia Soares Peixoto Suassuna destacou que o prédio do MPF em Campina Grande é uma importante conquista para a instituição. “O Ministério Público Federal está muito emocionado e feliz por inaugurar, hoje, uma sede no ano em que Campina Grande completa 150 anos e a Procuradoria da República em Campina Grande, 22 anos de história. A cidade merecia uma sede como essa”, ressaltou.
O procurador da República Sérgio Rodrigo de Castro Pinto, que também atuou em Campina Grande, destacou que a primeira sede própria do MPF em Campina Grande não é apenas um prédio de tijolos, areia, cimento e cal. “Esta casa da cidadania, onde qualquer pessoa – rica ou pobre, branca ou negra, indígena ou miscigenada – pode denunciar ilicitudes e reclamar direitos foi construída por todos aqueles procuradores da República e servidores que trabalharam com dedicação e afinco na instituição, desde a sua instalação na Rainha da Borborema há mais de 20 anos”.
O advogado Delson Lyra da Fonseca, primeiro procurador da República a trabalhar em Campina Grande (atualmente membro aposentado do MPF) quando da instalação do órgão, em 1992, destacou que a cidade finalmente ganhava uma sede à altura da Rainha da Borborema. “A estrutura é fundamental para qualquer atividade humana e nesse prédio os procuradores e os seus agentes de apoio terão um ambiente adequado para exercer suas funções. Aqui, a sociedade se vê muito bem representada para reivindicar e exercer seus direitos”, afirmou.
Representando a prefeitura de Campina Grande, o vice-prefeito Ronaldo Cunha Lima Filho parabenizou o Ministério Público Federal pela conquista. A nova sede do MPF em Campina Grande está localizada na Av. Conselheiro Joseph Noujaim Habib Mouacad (Av. Canal do Prado), s/n, bairro do Catolé, próximo do Complexo Judiciário. O telefone é o (83) 2121-6100. A unidade do MPF na região da Borborema conta atualmente com o trabalho de três procuradores da República, mais de 30 servidores e 8 estagiários.
Homenagem ao servidor – O servidor Rogério Virgínio, delegado da Associação dos Servidores do Ministério Público Federal (ASMPF) na Paraíba, parabenizou o Colégio de Procuradores da República pela decisão de homenagear o servidor Francisco de Assis Almeida Silva como nome do prédio. “Chico tinha três amores: a esposa, o filho e a Procuradoria da República em Campina Grande”, ressaltou, destacando, ainda, diversos momentos profissionais do homenageado.
Emocionada, a viúva Maria do Bom Sucesso Santana e Silva agradeceu pela sensibilidade e reconhecimento dos procuradores e servidores ao homenagear Francisco de Assis Almeida Silva. “Sou testemunha do empenho, trabalho e dedicação de Chico para a realização dessa obra, desde os primeiros passos, quando da doação do terreno pela prefeitura de Campina Grande. Posso dizer, com legitimidade de esposa, amiga e colega de trabalho que Francisco de Assis Almeida Silva, até mesmo quando sua respiração já estava cansada e o coração angustiado, mesmo assim, ele respirava Procuradoria da República em Campina Grande, do nascer ao por do sol”.
Finalizando o momento de homenagem, a procuradora da República Acácia Suassuna registrou que Maria do Bom Sucesso e Rogério Virgínio não tinham o que agradecer ao Colégio de Procuradores, pois o colegiado é quem tinha que agradecer por ter podido contar com a dedicação de um servidor como Francisco Silva. Além disso, a procuradora aproveitou o momento para homenagear todos os servidores que já trabalharam na unidade, por meio de um vídeo com fotos de diversos momentos dos 22 anos de atuação na cidade.
Réplica da placa e troféu – Também marcaram a solenidade os momentos de entrega da réplica da placa de inauguração e de um troféu de homenagem. A réplica da placa foi entregue pelo procurador da República Marcos Alexandre Bezerra Wanderley de Queiroga à viúva do servidor homenageado, Maria do Bom Sucesso. Em todo o país, essa é a primeira vez que um prédio do MPF, construído para ser sede própria do órgão, recebeu o nome de um servidor.
Já o troféu foi entregue pelo procurador-chefe Rodolfo Silva ao advogado Delson Lyra da Fonseca, primeiro procurador da República a trabalhar em Campina Grande.
Selo comemorativo – Outro momento de destaque foi o lançamento do selo comemorativo pelos Correios e MPF. O selo com os dizeres “Inauguração do edifício sede da Procuradoria da República em Campina Grande-PB – 3 de junho de 2014” foi obliterado pelo procurador-chefe Rodolfo Silva, procurador da República Marcos Queiroga, secretário estadual João Monteiro de Lima Netto e a arquiteta Grace Galvão Ribeiro.
Momento cultural – Os convidados foram recepcionados com o repertório regional da banda do 2ª Batalhão da Polícia Militar da Paraíba que também executou, no início da cerimônia, o Hino Nacional para entrada das bandeiras do Brasil, da Paraíba e do Ministério Público Brasileiro. No encerramento, houve um momento cultural de valorização da dança e música da terra. A bailarina Raylly Chagas, do estúdio de dança Fernanda Barreto, dançou o “Samba das Pontas”, ao som da música Brasileirinho. Em seguida, houve a apresentação de um trio de forró pé de serra.
A solenidade de inauguração foi patrocinada pela Associação Nacional de Procuradores da República (ANPR) e Associação de Servidores do Ministério Público Federal (ASMPF) – Delegacia Paraíba.

 

Parlamento PB