Indicado do PT, Feitosa se diz surpreso com demissão da PMJP - :: Paraiba Urgente :: Portal de Notícias

Indicado do PT, Feitosa se diz surpreso com demissão da PMJP

Josenilton feitosaO ex-secretário adjunto de Articulação Política de João Pessoa, Josenilton Feitosa, revelou, nesta segunda-feira (05), que só ficou sabendo de sua exoneração, quando foi receber o salário, na ultima quarta-feira (30), e percebeu que o dinheiro na conta estava pela metade. Segundo ele, ao se dirigir a Secretaria da Administração para saber o que tinha acontecido foi informado que tinha sido exonerado no dia 22 de abril.

Feitosa explicou que o chefe de gabinete do prefeito, Zennedy Bezerra, já tinha lhe informado, no dia 15 de abril, que ele seria exonerado por não comungar com a política de Luciano Cartaxo, mas não tinha definido data. Inclusive, o ex-secretário disse que assinou documentos após a exoneração, devido ao fato de não ter sido informado do ato, e que no dia 23 almoçou com Zennedy e o chefe de gabinete não lhe disse nada sobre a demissão.

O ex-secretário disse também acreditar que pode ter sido exonerado por não concordar com a política de aliança do prefeito. Ele insinou que alas do PT estariam defendendo uma aproximação do partido com o senador Cássio Cunha Lima, pré-candidato a governador pelo PSDB. “Disse a Zennedy que se a política de Cartaxo for a mesma do deputado Anísio de desistir da aliança com o PMDB para fazer aliança com Cássio ele tinha razão em me exonerar”, completou.

A reportagem do Portal MaisPB tentou contato com chefe de gabinete para que a prefeitura municipal de João Pessoa apresentasse sua versão sobre o caso, mas Zennedy não atendeu as ligações. 

Cristiano Teixeira – MaisPB