Inflação tem a menor alta para fevereiro desde 2000, diz IBGE

A inflação medida pelo IPCA subiu 0,33% em fevereiro, divulgou o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta sexta-feira. O índice representa o menor valor para o mês desde o ano de 2000 e é menor do que o verificado no mesmo mês de 2016 (0,90%) e em janeiro de 2017 (0,38%). Comparando-se o primeiro bimestre, o ritmo de alta dos preços está mais fraco: foi de 0,71% neste ano contra 2,18% em 2016.

No acumulado de 12 meses, os preços monitorados pelo órgão tiveram alta de 4,76%.  A meta de inflação para este ano é de 4,5%, que com a tolerância de 1,5 ponto porcentual pode chegar a 6%.

A principal contribuição para o aumento em fevereiro foi o reajuste nos preços do grupo educação, que subiram 5,04% no período. “A alta reflete os reajustes habitualmente praticados no início do ano letivo, em especial os aumentos nas mensalidades dos cursos regulares, cujos valores subiram 6,99%, gerando o mais elevado impacto individual sobre o índice do mês (0,21 ponto porcentual)”, diz o IBGE.

Por outro lado, o grupo alimentação registrou queda nos preços no mês, de 0,45%, e foi a principal contribuição para que o índice total subisse menos. “Este é o menor resultado desde julho de 2010, quando os preços dos alimentos tiveram queda de 0,76%”, diz o instituto.

A queda acentuada do ritmo da inflação foi uma das justificativas do Banco Central para aumentar o corte da taxa básica de juros, a Selic, na última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom). Em 22 de fevereiro, o Copom reduziu a taxa em 0,75 ponto porcentual, a 12,25%.

Veja