Integrante de banda mata três companheiros de grupo e se suicida

rolin stoneUm antigo integrante da banda Yellow Dogs, grupo de dance punk situado em Nova York, matou três outros integrantes no início desta manhã. O homem, identificado pelo New York Post como Raefe Ahkbar, usou um rifle semiautomático para atingir os companheiros, ferir outra pessoa e se suicidar. O massacre ocorreu em um apartamento em, Bushwick, no Brooklyn, onde alguns dos integrantes da banda moravam. Eles emigraram para os Estados Unidos vindos de Teerã, no Irã, em 2001.

De acordo com o relato, a banda expulsou Ahkbar porque ele havia roubado dinheiro e equipamento do grupo. “Ele disse algo como: por que você me trouxeram para cá e, então, me lagaram?’”, disse uma fonte anônima ao jornal nova-iorquino.

Como retaliação, ele teria matado o guitarrista Soroush Farazmand em um quarto do segundo andar, subiu para o terceiro piso e acertou o vocalista Ali Eskandarian, de 35 anos, e o baterista Arash Farazmand, cuja idade é desconhecida.

Ele também feriu Sasan Sadeghpourosko, quw estava do lado de fora do prédio e não pertencia à banda. O guitarrista Siavash Karampour e o baixista Koory Mirz não se machucaram. Um vizinho diz ter ouvido 45 tiros.

“Era sempre possível vê-los entrando e saindo da casa deles com os instrumentos nas respectivas caixas. Eles pareciam bons garotos, nunca incomodaram ninguém”, disse o vizinho Martin Greenman, de 63 ano, ao Post. “Eles pareciam uns com os outros, todos com cabelos escuros e crespos e jeans apertados. Eles pareciam hipsters típicos.”

Rolling Stone